Moradores pedem a volta do capitão Herivélton ao comando da Polícia Militar de Jaguaré

Moradores de Jaguaré fizeram um abaixo-assinado, com mais de 2 mil assinaturas, entregue à Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Sesp), em que pedem a volta ao comando da 5ª Companhia do 13º Batalhão da Polícia Militar o capitão Herivélton Amaral Rodrigues. O oficial foi transferido da unidade em dezembro, depois de ter sido autuado e preso em flagrante pela acusação de desacatar uma oficial superior.

O documento foi entregue ao subsecretário de Estado de Integração Institucional da Sesp, Guilherme Pacífico da Silva, na tarde de terça-feira (12/01), em Vitória, por lideranças empresariais e políticas de Jaguaré. O abaixo assinado foi entregue pela produtora rural Juciane Quiuqui, o comerciante Oriones Polez e pelo líder comunitário Elder. Também foi entregue ofício do Clube de Dirigentes Lojistas de Jaguaré com o mesmo pedido: a volta do capitão Herivélton ao comando da 5ª Companhia.

O grupo foi recebido pelo subsecretário Guilherme Pacífico, o corregedor-geral da PM, coronel Ilton Borges, e o comandante do Comando de Polícia Ostensiva do Norte (CPO-Norte), coronel Marcos Assis Batista.

No encontro, os representantes dos moradores de Jaguaré informaram ao subsecretário Guilherme Pacífico que o capitão Herivélton atuou um ano e oito meses no município, período em que o oficial criou meios de interação com as comunidades, aumentando, assim, a sensação de segurança nas zonas urbana e rural da região.

“Aproveitamos a oportunidade para falar dos problemas que Jaguaré vem enfrentando com relação a segurança no último mês. Levamos os Boletins de Ocorrência do último mês. Tivemos roubos de celulares, roubos de pimenta do reino na época de colheita. Por isso, a  população clama pela volta dele (capitão Herivélton) porque, depois da saída do capitão, houve assaltos rendendo famílias no interior e no centro”, lamentou a produtora rural Juciane Quiuqui.

O capitão Herivélton havia sido preso em flagrante no dia 17 de dezembro passado pela acusação de desacato à subcomandante do 13º BPM, major Marinete Félix Cordeiro. Foi colocado em liberdade provisória pela Vara da Auditoria da Justiça Militar.

“Infelizmente, não obtivemos resposta. Se for preciso, vamos até o governador (Paulo Hartung)”, disse Juciane Quiuqui.

A Corregedoria Geral da PM explicou que o capitão Herivélton está sendo transferido para o 7º Batalhão (Cariacica). A PM informa ainda que o oficial, que em breve será promovido a major, precisa passar por outras unidades de comando, como é de praxe na corporação.

 

Blog do Elimar Côrtes Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger