PRESIDENTE DA ASSOCIAÇÃO GERAL DOS MILITARES VAI À JUSTIÇA EM BUSCA DE MELHORIA SALARIAL PARA A TROPA: Soldado em início de carreira no Espírito Santo tem o quarto pior salário do Brasil

Não é somente à Polícia Civil que o governo do Espírito Santo está remunerando mal. Na Polícia Militar e no Corpo de Bombeiros, a situação é idêntica entre os praças – futuramente este blog abordará a questão salarial dos oficiais. Um soldado PM ou do BM em início de carreira no Espírito Santo recebe o quarto pior salário do País (R$ 2.632,97), ficando à frente somente do Rio Grande do Norte, Paraíba e Bahia. Os dados são da Associação Nacional de Entidades Representativas de Policiais Militares e Bombeiros Militares (ABAMF).

O responsável pela pesquisa é o diretor de e Assuntos Políticos da Associação Beneficente Antonio Mendes Filho da Brigada Militar do Rio Grande do Sul, sargento Ricardo. Segundo ele, a tabela é resultado de consultas em ‘sites’ oficiais dos governos estaduais e do Distrito Federal (como Secretarias de Administração e Recursos Humanos, Policias Militares, Secretaria de Segurança Pública, Assembleias Legislativas), das Associações de Classe dos Militares Estaduais, sites de empresas, fundações e autarquias que são responsáveis pela execução de concursos na área de segurança. Clique no link para ver a tabela completa http://anermb.com.br/?p=840

A questão pela melhoria salarial é mais uma batalha da Associação Geral dos Militares do Espírito Santo (AGEM-PMBM/ES). Segundo seu presidente, Maxson Luiz da Conceição, num primeiro momento, a entidade vai acionar a Justiça “para buscar a execução do reajuste previsto na Constituição Estadual”.

Para tanto, “convocamos as demais associações para juntos promovermos ações que demonstrem nossa indignação por esse descaso para com os militares estaduais, para com todo o funcionalismo público, e mostrem que o Chefe do Poder Executivo de nosso Estado não cumpre o que a nossa Constituição determina”, diz o soldado   Maxson, líder de uma das maiores e mais importante entidade de classe dos militares do Espírito Santo.

Blog do Elimar Côrtes – O soldado PM e BM em início de carreira no Espírito Santo tem hoje o quarto pior salário do País. O que o senhor acha disso? 
Maxson Luiz da Conceição – Infelizmente vemos hoje um Estado que tem uma das melhores economias do País, mas pagando pior que estados do Nordeste com cenário econômico muito aquém ao do nosso Estado. Chegamos a ter o segundo melhor salario do Brasil, mas a política de reajuste salarial do governo fez com que a nossa categoria agora figure entre os piores em remuneração a estes servidores que dão a vida em prol da sociedade.

– No ano passado, o governo Hartung não concedeu reajuste para nenhum servidor; descumpriu a Constituição Federal, que manda dar a recomposição da inflação. O que o senhor acha disso?
– Hoje o discurso do governo é de desarranjo econômico, alegando que está trabalhando para pagar em dia o salário dos servidores públicos, mas isso é dever do governo, assim como é dever conceder o reajuste constitucional que é de direito aos servidores públicos. Esta falta de compromisso legal do governador (Paulo Hartung) com seus servidores, obriga a estes a lutarem por seus direitos de outras formas, o que pode acabar prejudicando o atendimento ao cidadão capixaba.

– Qual vai ser a participação da AGEM-PMBM/ES na luta por melhoria salarial este ano?
– A AGEM-PMBM/ES está acionando o Judiciário para buscar a execução do reajuste previsto na Constituição Estadual e convoca as demais associações para juntos promovermos ações que demonstrem nossa indignação por esse descaso para com os militares estaduais, para com todo o funcionalismo público, e mostrem que o Chefe do Poder Executivo de nosso Estado não cumpre o que a nossa Constituição determina.

 

Blog do Elimar Côrtes Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger