EX-GOVERNADOR CASAGRANDE COMENTA RESULTADO DO ATLAS DA VIOLÊNCIA: “Temos consciência de que construímos uma base bastante sólida”

O ex-governador Renato Casagrande (PSB) comentou ainda há pouco por telefone, direto de Brasília, os dados do Atlas da Violência 2016 divulgado nesta terça-feira (22/03) pelo  Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA) e o Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP), que atribuem à implantação do programa Estado Presente como fator primordial para a redução do número de homicídios no Espírito Santo. Leia o resultado do Atlas da Violência no link http://www.elimarcortes.com.br/2016/03/estado-presente-tirou-o-espirito-santo.html

Para Casagrande, o resultado é o reconhecimento público, de duas instituições nacionais de credibilidade, ao trabalho desenvolvido por sua equipe de governo entre janeiro de 2011 e dezembro de 2014:

“Recebo o resultado com muita alegria, consciente de que prestamos um trabalho de resultado, que tirou o Espírito Santo das primeiras colocações no ranking da violência para uma melhor posição. Temos consciência de que construímos uma base bastante sólida”, assegurou o ex-governador, que na foto aparece ao lado do delegado de Polícia Federal Álvaro Rogério Duboc Fajardo, que foi seu secretário Extraordinário de Ações Estratégicas, Álvaro Rogério Duboc Fajardo, responsável pela coordenação do Estado Presente.

Renato Casagrande ressaltou ainda que o Estado Presente foi, efetivamente, um programa inédito que procurou atacar a criminalidade em duas frentes: com ações sociais e repressão policial com qualidade:

“Tudo que fizemos em quatro anos foi inédito. Uma pena que o atual governo não deu continuidade na execução do programa. A base que montamos e deixamos permitiu o Espírito Santo chegar agora, segundo a pesquisa do IPEA e do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, fora da lista dos cinco estados mais violentos depois de mais de três décadas”.

O ex-governador Renato Casagrande sabe que deixou pilares para que o Espírito Santo continue na busca incessante da redução da criminalidade: “Montamos um programa que aliou proteção social com ações policiais, conforme reconheceram o IPEA e o FBSG. Nunca se investiu tanto em segurança pública como em nosso governo, com objetivos e metas. O estudo que acaba de ser divulgado reconhece esse trabalho”.

 

Blog do Elimar Côrtes Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger