DELEGACIAS SUCATEADAS, PÉSSIMAS CONDIÇÕES DE TRABALHO E AMBIENTES INSALUBRES: Distritais de Cariacica têm um policial para 18.549 habitantes

Imagine apenas um policial civil sendo responsável por atender a 18.549 pessoas. Essa é a média de policial civil por habitante encontrada no município de Cariacica. Ao todo, as quatro Delegacias Distritais contam somente com 19 policiais que precisam dar seguimento às demandas levadas à Polícia Judiciária oriundas dos vários segmentos e instituições da Segurança Pública e de toda população do município, que compõe um número estimado em 352.431 habitantes, segundo o IBGE.

Leia Aqui a reportagem completa, inclusive com fotos chocantes da situação insalubre e precária das delegacias. Na área externa da Delegacia de Itacibá, por exemplo, há vários meses a caixa de esgoto se encontra entupida, vazando da porta lateral até a rua. O mau cheiro é insuportável. Em março, os policiais acionaram o Serviço de Manutenção e Zeladoria da Polícia Civil (SMZ/PCES), mas até o momento da inspeção sindical ninguém apareceu.

O resultado dessa equação alarmante é a sobrecarga de trabalho, acúmulo de função, estresse e desmotivação, comprometendo a vida de dezenas de policiais civis, e que foi evidenciado nesta terceira inspeção sindical realizada no dia 18 de abril deste ano pelo Sindicato dos Servidores Policiais Civis do Estado do Espírito Santo (Sindipol/ES) nas Distritais da Grande Vitória. Outro absurdo: as Delegacias Distritais de Campo Grande e Jardim América e a DP da Mulher de Cariacica funcionam precariamente num mesmo imóvel, localizado em Campo Grande.

“Mais uma vez as inspeções sindicais do Sindipol/ES constataram as mais diversas situações e condições precárias nos locais de trabalho dos policiais civis. Depois de inspecionar os Distritos Policiais nos municípios da Serra e Vitória, o que foi encontrado em algumas unidades policiais de Cariacica é realmente estarrecedor”, disse o presidente do Sindipol, Jorge Emílio Leal.

“A Polícia Civil canaliza as demandas de ocorrências policiais e flagrantes delitos gerados no âmbito da Polícia Militar, da Polícia Rodoviária Federal, atuando nas BR's, das Guardas Municipais, dos Agentes Penitenciários, atuando no complexo penitenciário capixaba, do Ministério Público, da Justiça do Estado e da população capixaba que procura as delegacias para registro de ocorrências policiais dos diversos crimes, instauração de inquéritos policiais e representações diversas, chegando a atender por vezes até as demandas da Polícia Federal”, informa Jorge Emílio.

“É um absurdo um policial civil ter que dar conta de toda essa demanda, trabalhando em sobrecarga de trabalho, estressado, desmotivado, em ambiente insalubre, rodeado por fezes de ratos. É de uma total falta de respeito com o servidor público, mas, acima de tudo, com a dignidade humana. O Sindicato está denunciando todo esse descaso e encaminhará ofício ao Ministério Público, Tribunal de Justiça, à Assembleia Legislativa, Secretaria de Segurança, à chefia de polícia civil e ao governo do Estado, relatando a realidade das Distritais de Cariacica, objetivando a defesa da categoria,  bem como, a conquista de uma polícia civil valorizada, mais eficaz e cidadã na prestação de serviços a toda a sociedade do Espírito Santo”, conclui Jorge Emílio.


 

Blog do Elimar Côrtes Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger