Governador nomeia mais 50 inspetores penitenciários no Espírito Santo

Mais 50 aprovados na sexta e última turma do Curso de Formação de Inspetores Penitenciários da Secretaria de Estado da Justiça (Sejus) foram nomeados na quinta-feira (18/08). A nomeação foi assinada pelo governador Paulo Hartung (PMDB), que cumpriu, assim, compromisso que havia firmado com o Sindicato dos Inspetores Penitenciários do Estado (Sindaspes). Essa é a quarta nomeação da turma. Outros 150 candidatos foram nomeados nos últimos três meses.

A assinatura ocorreu no Palácio Anchieta, Centro de Vitória, e contou com presença do secretário de Estado da Justiça, Walace Pontes, do secretário de Controle e Transparência, Eugênio Ricas, e da secretária de Gestão e Recursos Humanos, Dayse Lemos. Parte do grupo de nomeados também acompanhou a assinatura.

O governador Paulo Hartung desejou boas-vindas aos novos servidores. Hartung ressaltou que o Brasil vivencia um período socioeconômico muito delicado com altos índices de desemprego. "O Espírito Santo é destaque no País como um dos poucos Estados que mantém o pagamento das contas em dia. É neste contexto que vocês estão sendo nomeados. É importante refletirem sobre as responsabilidades desta função e, principalmente, seguindo nossa política de ressocialização", pediu o governador.

Já o secretário de Estado da Justiça, Walace Pontes, destacou o esforço do Estado em cumprir o compromisso com os aprovados no concurso e ressaltou a necessidade de ampliação do número de servidores do sistema prisional. “As nomeações dessa turma começaram em maio e, no próximo mês, o último grupo será nomeado. Espero que todos vocês se dediquem e nunca se afastem da missão do inspetor penitenciário, que é auxiliar na reintegração social das pessoas que hoje estão privadas de liberdade”.

Convidado pelo governador a dar boas-vindas aos novos servidores, o presidente do Sindaspes, Sóstenes Araújo, falou dessa conquista. "O sindicato reconhece a luta que cada um dos concursados travou para que esse sonho virasse realidade e vem trabalhando ombreado junto por mais esse objetivo alcançado. É importante ressaltar que nós lutamos, sim, de forma aguerrida, porém responsável, para que essas nomeações se tornassem realidade. Desejo que os novos servidores entrem com pé direito e nos ajudem a construir a valorização, o respeito, crescimento e reconhecimento que a categoria tanto almeja”, desejou.

Araújo pediu ao governador Paulo Hartung que analise o pedido,  já formalizado junto à Sejus e à Seger, para adiantar as nomeações previstas para encerrar em setembro, para que sejam concluídas no próximo mês. “É importante não só para esses concursados que abdicaram do trabalho e estão com seu sustento comprometido, mas para o próprio sistema prisional, carente de servidor. Justifico isso parafraseando uma citação do próprio governador: ‘É gente que movimenta a máquina pública, é gente que faz isso aqui acontecer, e é de gente que precisamos’”. Hartung, diante de todos, disse que vai analisar o pedido e fazer o possível para atendê-lo.

O edital de homologação do resultado final dos 245 candidatos aprovados e classificados no concurso público para os cargos de Agente e Escolta e Vigilância Penitenciária e Agente Penitenciário – com nova denominação de Inspetor Penitenciário – foi publicado no Diário Oficial do Estado (DIO) em 9 de maio.

Esta é a 6ª turma do curso de formação da Sejus – Turma Fox. Os candidatos fazem parte do cadastro de reserva do último concurso público realizado pela Secretaria. Conforme prevê o edital do certame, o concurso de 2012 abriu 500 vagas – e cadastro de reserva – e teve um total de 1.468 classificados.

Do total de 1.468 candidatos classificados no concurso, 891 já foram nomeados e a expectativa da Sejus é de que os outros 45 candidatos sejam nomeados no mês de setembro.

Curso de formação

Todos os candidatos que participaram do curso de formação já passaram por outras cinco etapas: prova objetiva, prova de condicionamento físico, exame de saúde, prova de aptidão psicológica, comprovação de idoneidade e conduta ilibada na vida pública e na vida privada. Todos eles receberam certificados.

O curso de formação teve carga horária de 400 horas e a presença do aluno foi obrigatória, em horário integral. As aulas foram realizadas na Escola Penitenciária do Espírito Santo (Epen). Durante o curso, os alunos tiveram aulas teóricas e práticas, nas seguintes disciplinas: Lei de Execução Penal; Ressocialização; Saúde, Psicologia e Serviço Social Prisional; Sistema Penitenciário do Espírito Santo; Leis de Trânsito (Direção defensiva); Segurança Eletrônica; Táticas Defensivas; Técnicas de Revistas; Armamento e Tiro; Escolta Armada; entre outras.

(Com informações também da Assessoria de Comunicação da Secretaria de Estado da Justiça)
(Foto: Leonardo Duarte/Secom-ES)

 

Blog do Elimar Côrtes Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger