BRASIL TEM MAIS ASSASSINATOS POR ANO DO QUE QUALQUER GUERRA NO PLANETA: “Que vergonha, instituições brasileiras! Que vergonha!”, desabafa desembargador Pedro Valls Feu Rosa

Em artigo publicado no final de semana em seu ‘sítio’, o presidente da 1ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Estado do Espírito Santo, desembargador Pedro Valls Feu Rosa, faz uma comparação do número de assassinatos no Brasil com as perdas de soldados nas maiores guerras do Planeta. E chega uma terrível conclusão: no Brasil, mesmo vivendo em tempos de paz – sem entrar em guerras – há mais de 50 anos, todos os anos mata-se mais do que em quaisquer outros países em guerra.

“...Nos cerca de cinco anos da Segunda Guerra Mundial, a pior de todos os tempos, o número de soldados mortos em combate dos exércitos da Bélgica, Bulgária, Canadá, Tchecoslováquia, Dinamarca, Grécia, Holanda, Noruega, Austrália, Índia, Nova Zelândia e África do Sul somados foi de 166.914. Nós não precisamos de cinco anos de guerra para tanto - só entre 2000 e 2003 assassinamos 193.925 compatriotas!”, diz o desembargador Pedro Valls.

“Que vergonha, instituições brasileiras! Que vergonha!”, conclui o magistrado

Apocalypse Now

Quem não se lembra do filme "Apocalypse Now", um clássico dirigido por Francis Ford Coppola retratando a Guerra do Vietnã? Nela, o exército norte-americano lutou ferozmente durante dez longos anos, perdendo 58.198 soldados. Enquanto isso, só no ano de 2003, o pacífico Brasil perdeu 51.043 filhos assassinados pelas suas ruas.

Há também a Segunda Guerra Mundial, reputada o maior conflito da história. Nesta guerra, que durou uns cinco anos, os Estados Unidos perderam 291.557 soldados em combate. Enquanto isso, entre 2002 e 2006, 243.232 brasileiros morreram assassinados em nossas cidades.

E que dizermos da Primeira Guerra Mundial? Em uns quatro anos de conflito, 53.402 soldados norte-americanos foram mortos em combate. Enquanto isso, só no ano de 2005, a população brasileira assistiu a 47.578 homicídios!

Verifiquei quantos soldados norte-americanos morreram em combate na Guerra do México, Guerra Hispano-Americana, I Guerra Mundial, II Guerra Mundial, Guerra da Coréia, Guerra do Vietnã, Guerra do Golfo, Guerra do Iraque e Guerra do Afeganistão. Cheguei a 666.056 baixas ao término de uns 34 anos de batalhas terríveis. Enquanto isso, em apenas 16 anos (1990 a 2006), 697.668 civis brasileiros morreram assassinados no Brasil.
Constatei algo assustador: o Exército dos EUA, em guerra, perde uma média de 53,67 soldados por dia. Já o Brasil, em paz, perde 119,46 habitantes assassinados por dia - mais do que o dobro!

Descobri que nos cerca de cinco anos da Segunda Guerra Mundial, a pior de todos os tempos, o número de soldados mortos em combate dos exércitos da Bélgica, Bulgária, Canadá, Tchecoslováquia, Dinamarca, Grécia, Holanda, Noruega, Austrália, Índia, Nova Zelândia e África do Sul somados foi de 166.914. Nós não precisamos de cinco anos de guerra para tanto - só entre 2000 e 2003 assassinamos 193.925 compatriotas!

Durante aqueles cinco anos de guerra a França, invadida pelos nazistas, perdeu 201.568 soldados. A Itália, sob Mussolini, 149.496. E o Brasil, durante cinco anos de paz e sossego (2001 a 2005), viu serem brutalmente assassinados 244.471 civis.

Escrevi as linhas acima em 2009. Mês passado li nos jornais que o Brasil registrou mais mortes violentas entre 2011 e 2015 que a Síria, um país em guerra. Que vergonha, instituições brasileiras! Que vergonha!

Fonte: http://pedrovallsfeurosa.com.br


 

Blog do Elimar Côrtes Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger