Em reunião no SindiRiochas, lideranças empresariais e comunitárias defendem atuação da Polícia Militar em Nova Venécia e pedem permanência de comandante

Em reunião realizada na tarde de terça-feira (17/01), na sede do Sindicato das Indústrias de Rochas Ornamentais, Cal e Calcário do Espírito Santo (SindiRochas), em Nova Venécia, o comandante do 2º Batalhão da Polícia Militar, tenente-coronel Sebastião Aleixo Santos Batista, que vem sendo acusado de desviar militares da função para manutenção e limpeza do quartel, recebeu apoio das principais lideranças do município em virtude de combater o tráfico nas fronteiras do Noroeste do Estado e por diminuir os homicídios em 36%.

“São denúncias de cunho político e não aceitaremos calados. Querem tirar daqui o coronel Aleixo, que colocou a tropa nas ruas combatendo diretamente o tráfico de drogas e armas”, disse Helder Nico, presidente da Associação de Empresas do Noroeste.

Convidado pelas lideranças da cidade, comandante Aleixo participou da reunião com relatório de atividades. Ele citou o exemplo de Pinheiro, que era a cidade mais violenta do Estado e hoje não está mais entre as 10 violentas. Ele frisou também a aliança formada com o comando das PMs de Minas e Gerais e Bahia que atuam nas divisas e trabalham integradas. “Hoje prendemos em Nanuque (Minas) bandido que atua no Espírito Santo, graças ao I Encontro de Gestores das Policias Militares da Tríplice Divisa, realizado recentemente com objetivo de  aperfeiçoar o programa Cerco, Interceptação e Bloqueio. Combater o tráfico reflete direto na diminuição de toda a criminalidade”, explicou o tenente-coronel Aleixo.

A empresária Valcyr Navarro, conhecida pelas diversas ações sociais no município, confirmou que os seus funcionários hoje deixam os turnos noturnos com mais segurança, pois a presença de viaturas e policiais nas ruas virou rotina. “Com o combate aos traficantes, muitas famílias são agradecidas pela nova realidade. A cidade respira tranquilidade e não podemos deixar de reconhecer que o 2º Batalhão tem uma gestão atuante em sintonia com os anseios populares.”

O administrador Raplh Petini propôs um abaixo-assinado para ser entregue ao aovernador Paulo Hartung reivindicando a permanência do tenente-coronel Sebastião Aleixo no comando do 2º Batalhão. “Existe um relacionamento positivo entre os moradores e os policiais militares. Eles sabem gerenciar conflitos e isso reflete na qualidade de vida da população. Na abertura dos trabalhos da Câmara dos Vereadores apresentaremos o abaixo-assinado, que tem apoio de lideranças de todos os segmentos sociais de Nova Venécia”, explicou Ralph.

Apoiando todas as iniciativas propostas na reunião, a diretora da Escola Estadual de Nova Venécia, professora Maria da Penha Cimadão, também falou: “O comandante tem atendido a todas nossas demandas e a redução do número de homicídios é uma realidade da luta contra as drogas. Temos que unir forças e combater qualquer iniciativa para prejudicar a ordem pública em nossa cidade”, esclareceu a professora.

Na mesma linha de pensamento, a professora Sônia Pilon elogiou a postura da Polícia Militar em relação a interação com as atividades sociais do município veneciano. “Não só o comandante (Aleixo), mas toda a tropa tem tratado a cidade com carinho, dedicação e presença nas ruas. Não temos motivo algum para reclamar da PM, mas não gostamos desta sensação de que podem mudar o comando sem ouvir os moradores. Apoio o abaixo-assinado e nossa categoria está unida nesta frente pela segurança pública”, disse a professora Sônia Pilon.

O empresário Helder Nico foi o primeiro que falou na reunião e disse que os empresários de Nova Venécia fazem doação para PM, para Polícia Civil e até para o Fórum de Justiça, pois é uma necessidade da participação do setor no desenvolvimento do município. “Não vejo nenhuma irregularidade na gestão do comandante Sebastião Aleixo, pois temos o mesmo objetivo, que é uma polícia humanizada e com boa convivência com a população. Esta reunião é uma forma de mostrar para o Governo do Estado que estamos satisfeitos com a gestão da Polícia Militar no Noroeste do Estado”, enfatizou Helder.

Para a empresária Valcyr Navarro, “não se pode mexer com este setor (Segurança Pública) sem ouvir os moradores. Vou para Câmara de Vereadores ocupar a Tribuna Livre e dizer que o projeto social que tem hoje mais de 40 adolescentes considerados em risco social só existe com apoio da PM. Através da música e do esporte estamos resgatando jovens, mas só conseguimos sucesso nesta atividade com o apoio incondicional do coronel Aleixo e sua visão socializada do combate a criminalidade. Nesta semana, na quadra do quartel, estamos dando aula de tênis para uma grande grupo de meninos de rua meninos que antes ficavam ociosos nas ruas. Trata-se do projeto Crescendo com o Tênis.  Por isso, temos uma relação saudável com o poder público e não gostaríamos de perder esta interatividade com a PM”, enfatizou Valcyr Navarro.

O tenente-coronel Sebastião Aleixo explicou que o maior investimento hoje é feito na própria tropa, “nos PMs que estão sendo capacitados para lidar com conflitos, mas o objetivo maior nosso é combater às drogas, pois a maioria dos crimes vem a reboque do tráfico. Desta forma, estamos mantendo um bom relacionamento com as Polícias de Minas Gerais e Bahia atuando diretamente nas fronteiras. Mudamos as escalas, focamos nos dias mais intensos e trabalhos nos horários mais propícios para inibir o crescimento da violência. O PM não tem zona de conforto, trabalha em favor do cidadão e somos remunerados para esta atividade que escolhemos para nossa carreira. O reconhecimento da população é o melhor salários que recebemos”, enfatizou o tenente-coronel Aleixo.

 

Blog do Elimar Côrtes Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger