CAPIXABA INSTRUTOR DA SWAT, MARCOS DO VAL APOIA A LUTA DOS MILITARES ESTADUAIS POR MELHORES SALÁRIOS: Manifestantes fecham QCG, BME e mais nove Batalhões da PM no Espírito Santo

O capixaba Marcos Do Val, membro, instrutor da SWAT e fundador do Cati Treinamento Policial, está apoiando a luta dos familiares dos policiais militares do Espírito Santo, que neste sábado (04/02) voltaram a fechar as entradas de Batalhões da PM a fim de impedir a saída de viaturas numa forma de protestar contra os baixos salários e a falta de reajuste para a categoria. Até as entradas do Quartel do Comando Geral da PM e do Batalhão de Missões Especiais (BME), ambos em Maruípe, em Vitória, estão fechadas.

Os militares estão há sete anos sem reajuste salarial e hoje o salário do soldado capixaba é o mais baixo do País –  R$ 2.646,112. A onda de protesto das esposas, filhos, mães e demais familiares começou na sexta-feira de manhã, em Feu Rosa, na Serra, conforme o Blog do Elimar Côrtes informou em primeira mão.

Em sua página no Facebook, Marcos Do Val mandou mensagem aos militares estaduais:

“Gostaria de informar aos policiais militares do ES que eu tanto admiro, que estamos todos do lado de vocês. Informo que amanhã (Sábado) às 06:30 da manhã familiares, amigos e admiradores estarão em frente aos BATALHÕES DA POLÍCIA MILITAR da Grande Vitória para apoiar essa classe que saem dos seus lares arriscando suas próprias vidas, para nos trazer segurança. Reforçando; AMANHÃ ÀS 06:30/07:00 da manhã, aos que puderem chamar seus familiares os conscientizar para prosseguirem também, agradecemos, já que vocês POLICIAIS não podem protestar, nós admiradores, amigos e parentes, protestamos por vocês!”

Ainda na mensagem, Marcos do Val informa ter tido contato com o secretário de Estado da Segurança Pública e Defesa Social, André Garcia, que teria demonstrado interesse em ouvir o pleito dos militares:

“Falei com o Secretário de Segurança André Garcia e o mesmo confirmou que a SESP está totalmente aberta para as negociações. Segurança é coisa séria!”, salientou Marcos Do Val, que esteve pessoalmente nas unidades da PM da Grande Vitória para levar seu apoio aos familiares dos policiais militares.

Na edição deste sábado de A Gazeta, o secretário André   Garcia diz que a PM não iria parar e que o policiamento não seria prejudicado. No entanto, o que se vê é o inverso: diversas unidades estão fechadas, porque os manifestantes impedem a saída de viaturas. Sem os veículos, os policiais ficam dentro dos quartéis e em outras unidades, pois não conseguem fazer o policiamento a pé.

Portanto, diferente do que garantiu o secretário André Garcia, já estão  fechados os quartéis do 1º (Vitória), 4º (Vila Velha), 5º (Aracruz), 6º (Serra), 7º (Cariacica), 8º (Colatina), 9º (Cachoeiro de Itapemirim) e 12º  Batalhões (Linhares), além do Batalhão de Trânsito da Grande Vitória, localizado no Parque Moscoso. Também estão fechadas as sedes da 1ª e 6ª Companhia do 6º BPM (Serra), a 4ª Companhia do 4º BPM, o Quartel do Comando Geral (Maruípe) e
o Quartel do Batalhão de Missões Especiais (BME), a Tropa de Elite da PMES.


 

Blog do Elimar Côrtes Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger