MAIOR FOCO DO AQUARTELAMENTO ESTARIA NA UNIDADE DE ELITE, DIZ A GAZETA: ROTAM vai ser extinta no Espírito Santo

Criada em maio de 2009, a Ronda  Ostensiva Tática e Motorizada (ROTAM) da Polícia Militar do Espírito Santo, uma das unidades de elite da corporação, vai ser extinta. É o que informa o jornal A Gazeta na edição desta quinta-feira (16/02), na coluna Victor Hugo, do jornalista Leonel Ximenes.

De acordo com o jornal, o Comando Geral da PM decidiu acabar com a ROTAM porque é lá que estaria o maior foco do movimento que gerou o aquartelamento de policiais militares, iniciado há pouco mais de uma semana e que está provocando uma das maiores crises na segurança do Estado de toda a história.

Os cerca de 300 homens e mulheres, entre praças e oficiais, lotados hoje na ROTAM, deverão ser distribuídos para os batalhões do interior, reforçando, assim, o policiamento em outras regiões capixabas. A maioria dos procedimentos abertos em desfavor de policiais militares, cujos nomes foram publicados no Diário Oficial de terça-feira, é de militares lotados na Rotam.

Para que a ROTAM seja extinta, no entanto, o governador Paulo Hartung precisa elaborar um Projeto de Lei Complementar sobre o tema e contar com a aprovação da Assembleia Legislativa, o que será fácil, pois ele tem maioria absoluta na Casa.  A ROTAM foi criada por meio da Lei Complementar nº 533, de 28 de dezembro de 2009, no penúltimo ano do segundo mandato de Hartung. A sua extinção já faria parte da chamada “reestruturação na PM” que o governador anunciou recentemente.

Em 23 de outubro de 2016, a ROTAM ganhou sede própria: seu QG está na rua Bogotá, em Jardim América, Cariacica, em uma área de aproximadamente 15 mil metros quadrados, cedida por meio de comodato à PMES em contrato firmado com empresa Arcelor Mittal, em 2013. O Quartel da ROTAM fica onde, por alguns anos, estava funcionando, provisoriamente, o Fórum da Comarca de Cariacica.

Com a instalação de sua sede própria, a ROTAM recebeu uma infraestrutura adequada para acomodar seu efetivo de aproximadamente 300 policiais, além de toda a sua frota de viaturas e motocicletas, bem como a sua estrutura administrativa.

A principal missão da ROTAM é realizar o patrulhamento tático motorizado em regiões de elevado índice de violência. Sua área de responsabilidade compreende todo Estado, embora maior parte do emprego da unidade esteja voltada à Região Metropolitana da Grande Vitória.

Em seu discurso, Paulo Hartung, que estava presente à inauguração do Quartel da ROTAM,  lembrou que a Rotam foi  criada em 2009, no penúltimo ano de seu segundo mandato como governador. A unidade foi instalada em 14 de maio de 2009. Em 2013, no governo de Renato Casagrande, o Estado conseguiu assinar o contrato para a cessão da área visando a construção do Quartel da ROTAM:

"Em meu governo consegui viabilizar a criação da ROTAM. Fazer isso (construção de um quartel) no Espírito Santo é ótimo, mas fazer em Cariacica, um município com muitos desafios, é sensacional. Essa área é uma conquista de muitos e estão todos de parabéns", ressaltou o governador.

Durante a inauguração do Quartel da ROTAM, oficiais e praças da unidade prestaram homenagem aos familiares do major Márcio Luiz Boni, que morreu em 19 de setembro de 2013, vítima de câncer. O pai do major Boni, o coronel reformado da PM José Amarílio Semedo Boni, foi quem recebeu a homenagem, por meio de uma placa, em nome da família.




 

Blog do Elimar Côrtes Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger