“FICHA-LIMPA” CHEGA AOS SITES DE RELACIONAMENTO: Tribunal de Justiça do Rio ajuda mulheres a descobrir se pretendente já foi enquadrado na Lei Maria da Penha

O Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro lançou uma ferramenta para ajudar mulheres que querem evitar relacionamento amoroso com pessoas investigadas ou processadas dentro da Lei Maria da Penha. De acordo com o Globo, a partir de agora “dar um match” (quando dois internautas “se dão uma chance”) ficou mais seguro nos sites de relacionamento. Desde janeiro deste ano, todos os cartórios do Estado do Rio  estão emitindo certidões de “Nada Consta” pela internet, permitindo que qualquer pessoa possa verificar a situação criminal de alguém e constatar se o pretendente é “Ficha Limpa” ou não.

Em entrevista ao jornal O Globo (edição de domingo, 12/03), o presidente da Associação dos Notários e Registradores do Estado do Rio de Janeiro (Anoreg/RJ), Carlos Firmo, revelou como funciona o sistema e que a ideia surgiu quando foi procurado por pessoas interessadas na emissão do documento para garantir que os possíveis parceiros delas não cometeram crimes.

“O serviço de emissão de certidões de ‘Nada consta’ é feito em parceria com a Corregedoria de Justiça do Estado para facilitar o público a ter acesso sem ter que ir ao cartório. É um serviço que revoluciona, porque essas questões de cartório são sempre bem complicadas. Agora a pessoa faz de casa. E, para quem participa de grupos de relacionamentos fica mais fácil verificar a situação com quem pretende se relacionar. Mas também tem burocracia. Para consultar o documento, a pessoa precisa saber nome e onde o outro mora para facilitar a busca, entre outras tramites”, informa Carlos Firmo.

Segundo O Globo, a agência de casamento online 2ª2 Encontros é uma dos canais que usa o sistema. A fundadora, Cláudya Toledo, explicou que tem uma senha do sistema do cartório:

“Através de serviço a gente vê se a pessoa é idônea ou se é totalmente livre para se relacionar com outra pessoa. Só aceitamos pessoas que querem relacionamento estável. As pessoas fazem um pré-cadastro. E necessitamos que ela compareça para uma entrevista, com avaliações psicológicas. Quando encontramos pessoas compatíveis, fazemos um cruzamento de dados entre elas. Nosso objetivo é compatibilidade, objetivos comuns e, principalmente segurança — afirmou Cláudya, acrescentando que quando encontra alguém "ficha-suja", ela avisa à pretendente, e é ela quem decide se vai querer manter um relacionamento ou não.

 

Blog do Elimar Côrtes Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger