GOVERNADOR HARTUNG FICA INDIGNADO COM SECRETÁRIO E DEVE INICIAR EM BREVE MUDANÇAS NA SEGURANÇA PÚBLICA: TRE proíbe André Garcia de pisar em Fundão

O presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Espírito Santo (TRE/ES), desembargador Sérgio Luiz Teixeira Gama, acolheu pedido do deputado estadual Enivaldo dos Anjos, e proibiu o secretário de Estado da Segurança Pública e Defesa Social, André Garcia, de pisar neste sábado (30/09) e no domingo (01/10) em Fundão, município da Grande Vitória que vai ter eleição fora do tempo.

Esta é a primeira vez na história do Espírito Santo que um secretário de Estado é proibido pela Justiça de ir a um município do próprio Estado em que trabalha. Mais grave ainda, quando este secretário é responsável maior pela segurança pública do Estado.

Os eleitores de Fundão voltarão às urnas, no  domingo para eleger um novo prefeito e vice-prefeito após a decisão do Tribunal Superior Eleitoral que homologou o pedido de desistência formulado pelo então candidato ao cargo de prefeito, Anderson Pedroni (PSD), que buscava obter registro de candidatura das eleições 2016. A candidatura de Anderson Pedroni foi indeferida pelo TRE-ES. Dois candidatos disputam o cargo de prefeito: João Manoel Miranda Nunes (DEM) e Joilson Rocha Nunes (PDT).

Na sexta-feira à tarde (29/09), o deputado Enivaldo dos Anjos entrou com pedido junto ao TRE no sentido de tropas federais serem deslocadas para Fundão a fim de  garantir a segurança nas eleições. A decisão do parlamentar foi depois que chegou a ele um vídeo que está circulando nas redes sociais com o secretário da Segurança Pública, André Garcia, pede votos para o candidato João Manoel.

“Depois dessa manifestação pública, via redes sociais, em que o secretário toma partido de uma das candidaturas, ele não tem mais condições de comandar as forças públicas e dar garantias de que a eleição será conduzida de forma isenta. Somente forças federais terão condições de fazer isso. Aliás, depois dessa, acho que está na hora desse secretário pedir o boné”, Enivaldo.

O PSD está coligado nas eleições municipais de Fundão com a candidatura de Pretinho Nunes (PDT). No final da tarde de sexta-feira, Enivaldo dos Anjos teve  uma audiência com o desembargador Sérgio Gama, que acolheu o pedido do parlamentar.

Sérgio Gama decidiu impedir que André Garcia v[a a fundão, mas disse que as forças de seguranças pública estaduais – Polícias Militar e Civil – têm condições de garantir a realização das eleições. No entanto, pediu que a Polícia Federal fique de prontidão.  Uma equipe da Polícia Federal foi designada para atuar no município após ofício encaminhado também pelo TRE ao superintendente da PF no Estado, delegado Ildo Gasparetto.

De acordo com o G1, o presidente do TRE viu o vídeo de 28 segundos em que André Garcia pede votos e tece elogios a João Manoel. O desembargador se disse surpreso com a postura do secretário, apesar de a prática não ser vedada pela legislação eleitoral. "Esse pedido (de voto) foi absolutamente inusitado e equivocado", afirmou Sérgio Gama.

"Apesar de não haver proibição expressa na lei, o cargo que ele exerce exigiria comportamento diferente desse porque ele comanda a força policial no Estado", complementou. O desembargador telefonou para André Garcia e para o governador em exercício, César Colnago (PSDB), e informou sobre a decisão.

Hartung fica indignado com atitude do secretário da Segurança

Assim que foi comunicado da decisão pelo próprio presidente do Tribunal Regional Eleitoral, César Colgnago acionou a luz amarela do Palácio Anchieta. Colgnago, segundo fontes palacianas, telefonou para o governador Paulo Hartung, que está de férias, e o avisou da decisão. De acordo com assessores próximos a César Colgnago, a reação do governador Hartung foi de revolta e indignação, não com a Justiça Eleitoral, mas com seu secretário da Segurança Pública, André Garcia.

Em contato com outros secretários de Estado, Paulo Hartung teria sido mais áspero: “É só eu sair que tem gente que começa a fazer besteira”.  Segundo fontes do Palácio Anchieta, pode ser que, ao retornar das férias, Hartung inicie as mudanças que pretende fazer na segurança pública.

Saiba Mais

Para as eleições deste domingo, os candidatos que obtiverem a maioria dos votos válidos (excluem-se brancos e nulos) vencerão as disputas. Para municípios com menos de 200 mil eleitores, a lei não exige que o vencedor obtenha a maioria absoluta dos votos válidos, ou seja, 50% mais um, não havendo, assim, a possibilidade de segundo turno.

Fundão, a 50 quilômetros de Vitória, possui 14.000 eleitores aptos a votas.

O que levar no dia da eleição

No dia da votação, é necessário levar um documento oficial de identificação com foto. A Justiça Eleitoral sugere que o eleitor leve também o título para facilitar a identificação da seção eleitoral. O horário da eleição é das 8 às 17 horas.

Os eleitores que estiverem fora da cidade no domingo têm até 30 de novembro de 2017 para justificar a ausência. Após esse prazo, o eleitor deverá regularizar a sua situação mediante pagamento de multa.

 

Blog do Elimar Côrtes Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger