MELHORIA NO ATENDIMENTO DO HOSPITAL ERA UMA DAS REIVINDICAÇÕES DAS LIDERANÇAS DA “GREVE” DOS POLICIAIS: Governador e militares formalizam termo para a reestruturação do HPM

A Polícia Militar do Espírito Santo e a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) assinaram um Termo de Cooperação Técnica com o objetivo de aumentar a capacidade de atendimento do Hospital da Polícia Militar (HPM), localizado em Bento Ferreira, Vitória, e, consequentemente, melhorar a qualidade de assistência à saúde e acolhimento dos policiais e bombeiros militares e seus dependentes.

A melhoria do HPM era um dos itens da pauta de reivindicações dos familiares, parentes e amigos dos policiais militares, que em fevereiro deste ano bloquearam as entradas dos quartéis e demais unidades da PM, durante o aquartelamento que durou 22 dias.

No dia 25 de fevereiro de 2013, o então governador Renato Casagrande assinou decreto em que determinou uma intervenção na Diretoria de Saúde da PM, responsável pela administração do HPM, depois de tomar conhecimento que naquela unidade hospitalar arte dos profissionais médicos acumulava funções em outros hospitais, clínicas e consultórios particulares.

Desde então, deu-se início a uma reestruturação administrativa do HPM e da Diretroia de Saúde num todo, que estava prestes a ser repassado para a Sesa. No entanto, somente agora, com a assinatura do Termo de Cooperação Técnica entre a PM e a Sesa, as mudanças poderão ser efetivamente concretizadas, sobretudo, no quesito “melhoria no atendimento médico”.

Pelo menos oito mil pessoas – entre policiais militares e bombeiros militares, além de seus familiares – passarão a ser atendidas, por mês, no “novo” HPM. O anúncio foi feito na manhã de quinta-feira (14/12), no auditório do HPM. A solenidade contou com a presença do governador Paulo Hartung; o vice-governador César Colnago; os secretários de Estado de Segurança, André Garcia; de Saúde, Ricardo de Oliveira; o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Nylton Rodrigues; o diretor de Saúde da PM, coronel Márcio Sartório; o comandante-geral do Corpo de Bombeiros, coronel Carlos Marcelo D’Isep Costa; coronéis do Estado Maior, além de secretários de Estado e autoridades políticas.

As novidades previstas com a assinatura do termo contemplam progressos no campo da saúde física e mental, melhorias na estrutura física, investimento em recursos humanos e, especialmente, um modelo de atendimento que visa oferecer serviços qualificados e humanizados à família militar.

Foi anunciado o concurso para 20 oficiais médicos, contratação de psiquiatras, psicólogos e assistentes sociais, a cessão de médicos da Sesa para o atendimento ambulatorial do HPM; aumento do número de especialidades médicas oferecidas pela Policlínica (com mais de 25 especialidades); horário de atendimento ampliado (de segunda a sábado, de 07h às 22h) e melhorias no sistema de marcação de consultas – além do telefone, agora também online, através de software, whatsapp e e-mail.

Além disso, até o início de 2018 será realizada a entrega de um pronto-socorro com UTI exclusiva 24 horas; um novo centro diagnóstico de imagem, onde serão oferecidos mais exames com qualidade tecnológica digital (tomografia computadorizada, ultrassom, ecocardiograma, entre outros); acesso facilitado da família militar à estrutura estadual de atenção infantil do Hospital Infantil de Vitória; e um novo prédio para o funcionamento do Centro de Promoção Social da PMES, com um programa de saúde mental aperfeiçoado para melhor atendimento à tropa.

Todas as melhorias foram divulgadas pelo comandante-geral da Polícia Militar, coronel Nylton Rodrigues Ribeiro Filho, que revelou a importância da parceria para que o sistema de saúde oferecido à família militar encontrasse a solidez necessária para ir em frente.

“A data de hoje – quinta-feira (14/12) – é um marco na história de nossa instituição. Desde que assumimos o comando da Polícia Militar, iniciamos metas e ações junto ao governo do Estado, para que o nosso profissional pudesse dispor de uma boa retaguarda de assistência à saúde física e mental. Encontramos na Secretaria de Estado de Saúde um parceiro combativo, leal e resiliente, que nos apoiou incondicionalmente e foi fundamental para encontrarmos soluções para o êxito de nossas ações”, ressaltou Nylton Rodrigues.

Para o secretário de Saúde, Ricardo Oliveira, essa conquista advém do fortalecimento do diálogo entre as instituições, que reorganizou os esforços de todos para o alcance das melhorias.

“A confiabilidade e a força de vontade intrínseca a essa parceria ofereceu um redesenho do sistema de saúde oferecido à família militar. O objetivo é continuarmos evoluindo, para que novos progressos tomem corpo”, frisou.

Em sua fala, o secretário de Segurança Pública, André Garcia, disse que o acordo firmado ultrapassou fronteiras entre planejar e executar, superou dificuldades em meio a situação de crise em que vive o País e resgatou o propósito de acolher e cuidar de quem cuida da sociedade capixaba.

Por sua vez, o vice-governador César Colnago, presente na solenidade de assinatura do termo, falou sobre a relevância de uma prestação de serviço em saúde com dignidade aos policiais e bombeiros militares, que trabalham arriscando suas vidas diariamente.

“Esse é um momento em que estamos rompendo paradigmas e fazendo história. A bandeira do Espírito Santo diz: trabalha e confia. Poderia inserir mais uma palavra. Ficaria: trabalha, confia e cria, pois é o que estamos fazendo hoje, criando mais saúde, assistência, repaginando o HPM ”, acrescentou.

Ao final, o governador Paulo Hartung anunciou que as melhorias apontadas são apenas o começo de uma jornada. “Não se trata de um ponto de chegada, mas sim de partida. É só o início de uma caminhada. Inventamos uma locomotiva, com a engenhosidade e precisão de um trabalho em equipe, muito bem realizado e liderado pelo secretário Ricardo de Oliveira e pelo comandante Nylton. Os esforços têm o objetivo de proporcionar à família policial militar e bombeiro militar um atendimento digno à saúde. Estamos celebrando hoje esse importante passo, já pensando nos próximos que virão”, afirmou Hartung.

Veja quais serão os novos serviços:

Consultas na Policlínica
Os atendimentos serão ampliados em mais de quatro vezes. Das atuais 2 mil consultas, passam a ser oferecidas, por mês, cerca de 8 mil.

Horário de Atendimento
Passa a ser oferecido das 7h às 22h, de sábado a domingo.
Pronto-Socorro 24 horas
Será construído, até o mês de janeiro, um Pronto-Socorro no HPM, com atendimento diário, 24 horas. Contará ainda com três leitos de UTI, anexo.

Agendamento de Consultas
Agendamento poderá ser feito on-line, via site da PM, por telefone, e-mail e até por WhatsApp. Os mesmos recursos poderão ser utilizados para marcação de atendimento odontológico.

Crianças no PS Infantil
Em casos de urgência ou ambulatorial, os filhos dos militares serão recepcionados no HPM, mas serão encaminhados internamente para atendimento no Hospital Infantil, cujo Pronto-Socorro utiliza parte das instalações do hospital militar.

Exames de Imagem
Será criado um centro de diagnósticos por imagem. Desta forma, será possível realizar na própria unidade exames de raio–X digital, ultrassonografia, tomografia, ecocardiograma, entre outros.

Leitos de Enfermaria
Vão ser mantidos para os casos em que forem necessárias internações.

Médicos Contratados
Vão ser oferecidas consultas em 25 especialidades. Na última semana, a PM publicou editais para a contratação de 33 profissionais da área de saúde, 26 deles são médicos. Também vão ter apoio de médicos da Sesa.

Especialidades oferecidas:

Assistentes sociais
Psicólogos
Psiquiatras
Cardiologia
Dermatologia
Infectologia
Medicina do Trabalho
Medicina Física e Reabilitação
Neurologia
Oftalmologia
Ortopedia
Urologia
Farmacêuticos e Bioquímicos
Nutricionistas
Acupuntura
Odontologia
Fisioterapia

(Com informações também do Portal da PMES)

 

Blog do Elimar Côrtes Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger