segunda-feira, 22 de janeiro de 2018

A SEGURANÇA PÚBLICA EM MÃOS DELICADAS E COM PULSO FIRME: O verdadeiro papel da mulher na atual conjuntura da Segurança Pública do Espírito Santo

Em artigo enviado ao Blog do Elimar Côrtes, o presidente e o vice-presidente do Sindicato dos Servidores Policiais Civis do Estado do Espírito Santo (Sindipol/ES), respectivamente, Jorge Emílio Leal e Humberto Mileipe, defendem a presença maior das mulheres em postos chaves da cúpula da Segurança Pública capixaba.

“As polícias capixabas possuem mulheres com nomes de peso para gerir com pulsos fortes e firmes a pasta da segurança, porém essas mulheres guerreiras não são lembradas como deveriam, pela nobreza de seu caráter e força do seu ser”, afirmam os dois dirigentes classistas.

O artigo

Em um mundo com tantas inovações digitais e com tantas desmistificações de padrões, porque não abraçar uma mulher como líder máster na área de segurança pública capixaba?

Dizem que a mulher é o sexo frágil, porém o que muito se tem ouvido falar nas mídias é sobre o domínio das mulheres em setores estratégicos na estrutura da Administração Pública.

Numa sociedade, diga-se de passagem, machista, tais padrões estão caindo por terra, e assim a mulher tem desempenhado cada vez mais papéis importantes nas decisões das diversas esferas públicas. Ilustram bem essa nova realidade pessoas como a presidente do Supremo Tribunal Federal ministra Cármen Lúcia, a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, a procuradora-geral de Justiça do Estado do Espírito Santo, Elda Márcia Moraes Spedo, dentre outras de destaque neste vasto cenário.

A mulher brasileira tem se abrilhantado neste campo estreito e preconceituoso pelo seu dinamismo, dedicação e pelo seu compromisso com uma postura positiva nas decisões colegiadas, e assim vem vencendo e derrubando barreiras, preconceitos e discriminações de toda estirpe em todos os segmentos sociais.

Por sua vez, a atual liderança do nosso Estado não tem dado o merecido espaço às mulheres capixabas para ocuparem cargos do alto comando, e nem sequer ventila nomes de mulheres que desempenham excelentes papéis na atual conjuntura esfacelada em que se encontra a segurança pública de nosso Estado.

As polícias capixabas possuem mulheres com nomes de peso para gerir com pulsos fortes e firmes a pasta da segurança, porém essas mulheres guerreiras não são lembradas como deveriam, pela nobreza de seu caráter e força do seu ser.

Noutra senda, nossos gestores optam por profissionais de outros Estados, em geral do sexo masculino, que não conhecem as realidades e especificidades de nossa terra e de nossa gente, fato este que agrava ainda mais o papel da mulher na sociedade brasileira e em especial capixaba, sob esta ótica estrábica que não reconhece a igualdade de direitos entre homens e mulheres nessa prática equivocada.

São motivos suficientes e razões sóbrias pelas quais concluímos que as mulheres não devem ser alijadas deste processo, muito menos esquecidas ou subestimadas por personalidades retrógradas que utilizam de métodos e ações dignas dos séculos das trevas em dinastias passadas. Por isso mulheres, vamos à luta!

Os autores:

Jorge Emílio Leal é especialista em Inteligência de Segurança Pública; presidente do Sindicato dos Servidores Policiais Civis do Estado do Espírito Santo (Sindipol/ES) e vice-presidente da Confederação Brasileira dos Policiais Civis (Cobrapol).

Humberto Mileip é especialista em Criminologia, vice-presidente do Sindipol/ES e diretor da Cobrapol.

 

Blog do Elimar Côrtes Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger