sexta-feira, 23 de fevereiro de 2018

Agente da Polícia Federal receberá homenagem em ato pelos direitos das mulheres

A potiguar Katrin Oliveira Paiva, de 44 anos, não para. Agente há 20 anos, sendo 15 dedicados à Polícia Federal, a bacharel em Direito e Administração e agora aluna do curso de Educação Física será uma das homenageadas no Dia Internacional da Mulher pela Confederação das Mulheres do Brasil (CBM). A celebração pelos serviços prestados ocorrerá durante um ato nacional da CMB que, neste ano, será realizado na cidade de Lagoa Nova, no Rio Grande do Norte, no dia 8 de março, que é o Dia Internacional da Mulher.

Hoje, Katrin está lotada na Delegacia de Defesa Institucional (Delinst), atuando no combate à pedofilia e aos crimes cibernéticos. A agente federal já passou pela Delegacia de Polícia de Imigração, pela Delegacia do Patrimônio e pela Delegacia de Repressão a Corrupção e Crimes Financeiros, no combate ao crime organizado. Além disso, a policial participa do projeto Federais Solidários, que promove palestras em escolas, alertando para o risco do uso de redes sociais, drogas, prevenção da violência e incentivo à leitura.

Mesmo com um currículo extenso, Katrin ainda sente dificuldade de atuação no meio por ser mulher. “Muitas vezes, os nossos próprios colegas nos discriminam em serviços ditos operacionais, em que se exige o uso de armas longas e há perigo de confronto”, conta.

“Recebemos o mesmo treinamento, os mesmos cursos e muitas meninas treinam constantemente. Alguns acreditam que não temos as mesmas habilidades e que podemos nos acovardar diante do risco”, diz Katrin.

A agente da PF acredita que celebrações como essa, promovida pela CMB, podem ajudar nessa conscientização. “Homenagens que possam exaltar o trabalho da mulher são ótimas oportunidades para mostrar o nosso valor. Afinal, somos muito mais que profissionais, nossas responsabilidades vão muito além”, decreta.

Além dos serviços na Polícia Federal, Katrin também se dedica ao artesanato e ao esporte – faz crossfit seis vezes por semana. Mãe de uma menina de nove anos e de um rapaz de 19, ela ainda encontra tempo para atuar no Sindicato dos Servidores do Departamento de Polícia Federal no Estado (Sinpef-RN). Katrin Paiva faz parte da diretoria e atua nas redes sociais do Sindicato. “Gosto muito do que faço. Gostaria, apenas, de mais valorização e reconhecimento”, avisa a agente.

Presidente da Fenapef defende a valorização da mulher policial

O nome de Katrin Paiva foi indicado pela Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef) para ser uma das cinco mulheres homenageadas pela CMB neste ano. Criada em 1988, a Confederação busca ampliar a participação feminina e a conquista de mais direitos.

No ato nacional desta edição, a bandeira das mulheres será desenvolvimento com emprego, sem miséria e sem corruptos, creches para todas as crianças brasileiras, eleição de mais mulheres e a luta contra a Reforma da Previdência.

“Queremos que o nosso Brasil volte a se desenvolver, e essa homenagem será devido ao papel da Polícia Federal em colocar o Brasil nos trilhos”, explica a presidente da CMB, Gláucia Morelli. Ela comenta que a escolha do Rio Grande do Norte para sediar o ato foi para facilitar mais a participação das mulheres nordestinas.

“Sentimos grande orgulho em ver as mulheres em ação e homenagear uma policial federal é uma honra.”

Para o presidente da Fenapef, Luís Antônio Boudens, é preciso valorizar cada vez mais o trabalho das mulheres. “A Fenapef apoia a luta da CMB por entender a diferenciação das múltiplas atividades exercidas pelas mulheres brasileiras. Esperamos poder aumentar o número de mulheres policiais federais que hoje chega a 30% do total de policiais federais”, disse Boudens.

Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), as mulheres, mesmo ocupadas no mercado de trabalho, ainda são maioria na execução de afazeres domésticos e no cuidado com as crianças. Em 2016, a carga horária média das mulheres, somando-se trabalho fora e cuidados domésticos, foi de 54,4 horas semanais – contra 51,5 horas deles.

Serviço

Dia Internacional da Mulher – ato nacional realizado pela Confederação das Mulheres do Brasil

Data: 08 de março de 2018

Hora: a partir das 14h

Local: Ministério Público do Trabalho – Rua Dr. Poty Nóbrega, 194 – Lagoa Nova (RN)

(Com informações da Agência Fenapef)

 

Blog do Elimar Côrtes Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger