domingo, 25 de fevereiro de 2018

“PRECISAMOS DE UM ESTADO COM O QUAL OS CIDADÃOS POSSAM DIALOGAR DE MODO TRANSPARENTE, SEM MEDO DE REPRESÁLIAS”: Da Vitória explica porque decidiu sair do PDT e se filiou ao PPS

Em uma carta aberta à população capixaba, o deputado estadual Josias Da Vitória se despede do Partido Democrático Trabalhista (PDT) e explica porque se filiou ao Partido Popular Socialista (PPS). Da Vitória mantém a elegância na carta, mas está indo para outro partido onde espera promover uma política em favor da sociedade capixaba. Sai do PDT, cujo dono há mais de três décadas no Estado é o deputado federal Sérgio Vidigal, e migra para o PPS, onde encontrará lideranças que têm um convívio mais harmonioso e pacífico com a ordem democrática.

“Encontrei no PPS um compromisso claro com a modernização do Estado e com a qualidade de vida do nosso povo, com a busca de alternativas responsáveis para a superação da crise que vivemos e com a promoção de um novo modelo de desenvolvimento sustentável e equilibrado”, explica Da Vitória, que é cabo da Reserva Remunerada da Polícia Militar e vai submeter seu nome para disputar uma cadeira na Câmara Federal nas eleições de outubro deste ano.

“Precisamos de um Estado com o qual os cidadãos possam dialogar de modo transparente, sem medo de represálias”, reforça o parlamentar.

Nova política em novo partido

Acredito que a política é a arte de aparar divergências e construir consensos, para promover o bem comum. Mas penso que é também a ousadia de buscar e desenvolver novos projetos. Deixo o PDT com a consciência do dever cumprido e muito agradecido aos companheiros pedetistas pelos ensinamentos e todos esses anos de boa convivência.

Desde que decidi me dedicar à vida pública, tenho procurado honrar os mandatos que me foram delegados pelos capixabas, com trabalho sério, respeito aos compromissos assumidos e diálogo permanente com a população. 

Nessa trajetória, com três mandatos de deputado estadual, o que nunca me faltou foi disposição para enfrentar os graves problemas sociais que atormentam as famílias e desafiam os governantes. Quem acompanha o meu trabalho sabe bem disso.

Vivemos hoje um dos momentos mais difíceis da nossa história política. O populismo irresponsável, os desvios éticos, a arrogância sem limites e a visão fiscalista que ignora as demandas da sociedade se uniram para minar as bases das nossas instituições e da nossa democracia representativa.

O Brasil e o Espírito Santo clamam por uma nova política, que seja capaz de incluir as grandes massas nas decisões e ações dos governos. Uma política comprometida com a eficiência na gestão pública e com o aperfeiçoamento democrático. Uma política que priorize o desenvolvimento social.

No Espírito Santo enfrentamos problemas graves, sobretudo nas áreas de segurança pública e saúde. Os capixabas, especialmente os mais necessitados, estão desassistidos. Falta diálogo, respeito e transparência. Obras e serviços importantes foram paralisados em todas as áreas, e a violência cresce assustadoramente.  

Essa situação precisa mudar. E é nesse sentido que estamos caminhando.  

Precisamos lutar pela implantação, em todo o país, de um novo modelo de Estado, distante do clientelismo e da cooptação, da falsidade e da dissimulação. 

Precisamos de um Estado que compreenda o equilíbrio fiscal como obrigação básica de todo gestor público e não como valor em si mesmo, como está acontecendo hoje no Espírito Santo.

Precisamos de um Estado com o qual os cidadãos possam dialogar de modo transparente, sem medo de represálias. 

Precisamos de um Estado com determinação, compromisso e coragem suficientes para colocar os desafios sociais como prioridade concreta em seus programas de trabalho. 

É isso que estamos buscando construir aqui. Um caminho que permita que o Espírito Santo supere seus desafios. Um modelo que priorize as pessoas.

Penso, humildemente, que posso contribuir para a construção dessa nova política e dessa nova maneira de compreender a gestão pública. E foi por isso que tomei a decisão de me filiar ao Partido Popular Socialista – PPS.

Encontrei no PPS um compromisso claro com a modernização do Estado e com a qualidade de vida do nosso povo, com a busca de alternativas responsáveis para a superação da crise que vivemos e com a promoção de um novo modelo de desenvolvimento sustentável e equilibrado.

São esses compromissos que me fazem continuar acreditando na vida pública e na ação política. 

E é com base nesses compromissos que espero continuar contando com o apoio, as ideias e a participação ativa dos companheiros e companheiras que caminharam comigo até aqui.

Começamos agora uma nova jornada pela reconstrução ética, democrática, social e institucional do Espírito Santo e do Brasil. 

E vamos trilhar esse caminho juntos, como estivemos até aqui.

Josias Da Vitória
Deputado Estadual

 

Blog do Elimar Côrtes Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger