terça-feira, 27 de março de 2018

EXCLUSIVO: Governador Hartung vai renunciar para ser candidato ao Senado, dizem fontes do Palácio Anchieta; mas deputado Marcelo Santos garante que Hartung vai disputar a reeleição

O governador Paulo Hartung (MDB) já teria batido o martelo quanto ao seu futuro político. Fontes ligadas a secretários estaduais com maior trânsito a Hartung garantem que ele vai renunciar ao cargo de governador, no dia 7 de abril, e anunciar candidatura ao Senado Federal. O plano é voltar à Casa de onde saiu em 2002 para iniciar a trajetória vitoriosa como governador  do Estado – cargo que já ocupa pela terceira vez.

Dois secretários de Estado relataram a alguns deputados estaduais o interesse de Paulo Hartung em renunciar ao cargo de governador, no dia 7 de abril – data máxima para a desincompatibilização –, e anunciar a candidatura ao Senado pelo PMDB. O próprio Hartung já teria confidenciado a intenção ao vice-governador, César Colgnago (PSDB). Renunciando, Paulo Hartung entrega o cargo a Colgnago.

Contribui para essa tomada de decisão, segundo interlocutores, o fato de Hartung estar  desgastado politicamente com alguns setores da sociedade capixaba, além da saúde.

Além do mais, a oposição a Paulo Hartung, desta vez, é quem está ditando as regras do jogo político capixaba. O ex-governador Renato Casagrande (PSB) anunciou, na segunda-feira (26/03), que é pré-candidato ao governo do Estado, numa clara demonstração de que sua agenda política independe da de Hartung.

No ano passado, a senadora Rose de Freitas (MDB) também anunciou a pré-candidatura ao governo. Agora em 2018, foi a vez do prefeito de Vila Velha, Max filho (PSDB), ter declarado ser pré-candidato ao mesmo cargo.

Segundo alguns deputados, Paulo Hartung vai deixar que dois nomes disputem sua preferência como candidatos ao governo do Estado: César  Colgnago e o dublê de apresentador de programa policial e deputado estadual Amaro Neto.

Para disputar a reeleição, Hartung não precisaria renunciar.  Com a renúncia, no entanto, ele pode disputar qualquer cargo nas eleições de outubro, inclusive a própria reeleição – mesmo fora do governo. Recentemente, o próprio Paulo Hartung declarou, em uma palestra, considera injusto o instituto da reeleição. Foi até ironizado na imprensa, por estar agora em seu terceiro mandato como governador.

Líder do MDB na Assembleia diz que Hartung vai mesmo para a reeleição

Jornalistas e políticos que compareceram na manhã desta terça-feira (27/03) em solenidade no Palácio Anchieta ouviram da boca do deputado estadual Marcelo Santos, líder do MDB (mesmo partido de Hartung) na Assembleia Legislativa, que o governador Paulo Hartung permanecerá no partido e que foi definida a pré-candidatura dele à reeleição.

O anúncio de Marcelo aconteceu durante cerimônia para garantir antenas de telefonia móvel e internet 3G para municípios capixabas. Marcelo Santos disse que a reunião que definiu o futuro de Hartung ocorreu antes do evento do Palácio Anchieta.

Segundo Marcelo Santos, o governador disse que ficará até o final do mandato em reunião entre os deputados estaduais que formam a base do governo. Paulo Hartung disse que irá terminar seu mandato e conciliar a agenda com a campanha, de forma responsável.

De acordo com Marcelo Santos, a decisão do governador foi repassada aos parlamentares pouco antes de cerimônia de assinatura do contrato para instalação das 50 primeiras antenas de telefonia móvel e internet em área rural do Estado.

O Blog do Elimar Côrtes ouviu pelo menos três deputados estaduais que confirmaram a informação dada pelo Blog anteriormente. Nesta terça-feira (27/03), inclusive, o ex-presidente da Assembleia Legislativa, deputado Theodorico Ferraço (DEM), almoçou com o vice-governador, César Colgnago, para discutir aliança entre o DEM e o PSDB visando às eleições de outubro. O próprio Ferraço disse para um aliado dentro da Assembleia que Hartung já teria batido o martelo sobre seu futuro.


 

Blog do Elimar Côrtes Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger