terça-feira, 5 de junho de 2018

OAB afasta da Comissão de Direito do Trabalho e Direito Sindical as duas advogadas capixabas presas pela acusação de integrar grupo denunciado por fraudar registro sindical

O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/ES), Homero Mafra, em nota encaminhada ao Blog do Elimar Côrtes na tarde desta terça-feira (05/06), informa que as advogadas capixabas Jéssica Mattos Rossetti Capeletti e Amabile Biancardi Augusto Fernandes foram afastadas da Comissão de Direito do Trabalho e Direito Sindical da OAB/ES.

Conforme este blog informou com exclusividade, elas foram presas na Operação  Registro Espúrio, deflagrada pela Polícia Federal e pelo Ministério Público Federal no Espírito Santo, Distrito Federal, São Paulo, Goiás, Rio de Janeiro, Paraná, Santa Catarina e Minas Gerais, no dia 30 de maio deste ano, como resultado de investigação de fraudes no sistema de registro sindical brasileiro. De acordo com a Assessoria de Imprensa da OAB/ES, a advogada Amabile foi solta à meia-noite de domingo (03/06), já que a prisão dela foi temporária (cinco dias). A investigada Jéssica Mattos Capeletti permanece presa no Quartel do Comando Geral da Polícia Militar do Distrito Federal, em Brasília. A prisão de Jéssica é preventiva.


Na nota, enviada pela Assessoria de Comunicação da OAB/ES, Homero Mafra garante que a Ordem deu total apoio às advogadas Jéssica Mattos Capeletti e Amabile Biancardi Fernandes, para que os direitos das prerrogativas delas fossem respeitados. Homero Mafra salienta ainda que, depois de apurados os fatos, elas poderão voltar ou não a exercer atividade na Comissão de Direito do Trabalho e Direito Sindical da OAB/ES:

“A OAB decidiu suspender as duas advogadas nos trabalhos da Comissão. Depois de apurados os fatos, elas poderão retornar ou não. A Comissão de Prerrogativas deu todo apoio às duas advogadas”, diz a nota da OAB/ES.

Texto atualizado às 19h54 do dia 05/06/2018. 


 

Blog do Elimar Côrtes Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger