sexta-feira, 1 de junho de 2018

RESULTADO REFLETE O ABANDONO PROMOVIDO PELO GOVERNO HARTUNG NA ÁREA DE SEGURANÇA PÚBLICA: Pesquisa A Tribuna e Pio XII revela que 71,45% dos capixabas reclamam da falta de segurança na Grande Vitória

Pesquisa divulgada nesta sexta-feira (01/06) pelo jornal A Tribuna mostra que pelo menos 71,45% dos moradores da Grande Vitória têm na falta de segurança sua principal queixa. A pesquisa mostra mais: 79,68% dos moradores não se sentem seguros ao andar sozinhos pelas ruas do próprio bairro. Segundo A Tribuna, 72% dos entrevistados disseram que eles próprios ou algum familiar já foram vítimas de furto e roubo perto de casa.

A pesquisa, encomendada pelo jornal A Tribuna, foi realizada pelo Centro de Pesquisas Rachid Mohamd Chibib, da Faculdade Pio XII. Os dados, segundo o jornal, são de um estudo realizado em Vitória, Vila Velha, Cariacica e na Serra.

“O objetivo da pesquisa foi mostrar os maiores problemas nos bairros da Grande Vitória. A falta de segurança é disparada a principal reclamação, sendo apontada por 71,45% dos entrevistados – a queixa lidera em todos os quatro municípios”, informa o jornal.

Ao analisar o resultado da pesquisa, o coordenador do Centro de Pesquisas da Faculdade Pio XII, professor Robson Carlos de Souza, disse para o jornal que o levantamento mostra que a sensação de insegurança é comum entre os moradores, independentemente do município e dos bairros.

“Por mais que o poder público fale em investimento em segurança, a maioria dos moradores sente medo. E isso independentemente do bairro, se é nobre ou mais carente. Não importa a região, a população vive com medo”, disse o coordenador a A Tribuna.

O resultado da pesquisa não surpreende. A segurança pública tem sido um dos maiores problemas do governador Paulo Hartung (MDB) neste seu terceiro mandato. Ao abandonar as diretrizes do Programa Estado Presente em Defesa da Vida – criado por seu antecessor, Renato Casagrande –, Hartung abriu mão de uma política forte no combate à criminalidade, que uniu, entre 2011 e 2014, prevenção e repressão.

Paulo Hartung abandonou um programa elogiado Brasil afora. Tanto que um projeto desenvolvido pelo Programa Estado Presente obteve nota 9,5 na avaliação feita pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). É a maior nota alcançada por um projeto de segurança pública dada pelos executivos do BID em 10 anos.

O governador Hartung não errou sozinho. Seu ex-secretário da Segurança Pública e Defesa Social, o pernambucano André Garcia, protagonizou uma gestão  pífia. Ficou no cargo de janeiro de 2015 a 6 de abril de 2018, quando deixou a Pasta para se candidatar às eleições de outubro. Dificilmente vai usar a segurança pública como legado na campanha.

De 2015 em diante, o governo estadual deixou de investir na segurança pública e ainda enfrentou sua maior crise, em fevereiro de 2017, quando familiares de policiais militares bloquearam os portões dos quartéis de todo o Estado, dando início a uma “greve” que durou 22 dias.

Os investimentos, a que se refere o coordenador da pesquisa da Faculdade Pio XII, professor Robson Carlos de Souza, somente estão acontecendo agora, às vésperas das eleições de outubro.

A retomada do equilíbrio e da eficiência na segurança pública vai exigir, dos futuros governantes capixabas, muito trabalho, pois os atuais gestores fizeram de tudo – e conseguiram, infelizmente – transformar o Espírito Santo de novo em um dos Estados mais violentos do País.


Qual é o maior problema no seu bairro?

GRANDE VITÓRIA

1º Falta de segurança 71,45%
2º Falta de opção de lazer 2 8 ,7 1 %
3º Falta de posto de saúde 1 9, 5 2 %
4º Falta de pavimentação 1 9,03 %
5º Desordem no trânsito 1 7, 5 8 %
6º Poluição (pó preto) 13,55%
7º Falta de limpeza urbana 12,90%
8º Falta de escola municipal 5,65%

VITÓRIA

1º Falta de segurança 66,33%
2º Falta de opção de lazer 42,67%
3º Falta de posto de saúde 14,67%
4º Falta de limpeza urbana 14%
5º Desordem no trânsito 12%
6º Poluição (pó preto) 1 0,67%
7º Falta de pavimentação 10,67%
8º Falta de escola municipal 5,33%.

VILA VELHA

1º Falta de segurança 75,88%
2º Falta de opção de lazer 3 7, 6 5 %
3º Desordem no trânsito 2 7,0 6 %
4º Falta de posto de saúde 1 1 ,76 %
5º Poluição (pó preto) 1 1 ,76 %
6º Falta de limpeza 8 , 24 %
7º Falta de escola municipal 7, 6 5 %
8º Falta de pavimentação 6,4 7%

SERRA

1º Falta de segurança 74 , 3 8 %
2º Falta de posto de saúde 2 7, 5 0 %
3º Poluição (pó preto) 22,50%
4º Falta de limpeza urbana 1 9, 3 8 %
5º Falta de pavimentação 1 7, 5 0 %
6º Desordem no trânsito 15%
7º Falta opção de lazer 11,25%
8º Falta escola municipal 6,25%

CARIACICA
1º Falta de segurança 6 7, 1 4 %
2º Falta de pavimentação 45%
3º Falta de posto de saúde 25%
4º Falta de opção de lazer 22,86%
5º Desordem no trânsito 15%
6º Falta de limpeza urbana 10%
7º Poluição (pó preto) 8,57%
8º Falta de escola municipal 2,86%

(Com informações também do jornal A Tribuna)
 

Blog do Elimar Côrtes Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger