quinta-feira, 18 de outubro de 2018

PM vai colocar blindagem em viaturas para encarar bandidos de bairros perigosos da Grande Vitória

No discurso oficial, o secretário de Estado da Segurança Pública e Defesa Social, coronel Nylton Rodrigues, e o atual comandante-geral da Polícia Militar, coronel Alexandre Ofranti Ramalho, estão sempre garantindo que as forças estaduais de segurança não têm medo de bandidos, enfrentam qualquer obstáculo e entram onde quiserem.

Na prática, porém, todo cuidado é pouco. Tanto que a PM anuncia que está investindo na blindagem de 10 viaturas que atuarão no patrulhamento em áreas de alto risco da Grande Vitória. Tanto que, na quarta-feira (17/10), o comandante Ramalho,  o diretor de Apoio Logístico (DAL) da PMES, coronel Jocarly Martins de Aguiar Júnior, e o major Charles Souza da Silva, visitaram a empresa Imbra,  responsável pela blindagem dos veículos. A Imbra fica em São Paulo.

A iniciativa de blindar viaturas utilizadas no patrulhamento ordinário é pioneira no âmbito nacional, informa o Portal da PMES. Para o comandante-geral, coronel Ramalho, o investimento é destinado a oferecer maior segurança para os ocupantes dos veículos: “Buscamos assim preservar a vidas dos nossos policiais militares”, destacou Ramalho, de acordo com o portal da corporação.

Informa ainda a PM. As novas viaturas blindadas do modelo pick-ups S10 serão direcionadas para o patrulhamento em áreas de alto risco da Grande Vitória, divididas entre o 1º, 4º, 6º e 7º Batalhão, e para a Companhia Independente de Missões Especiais (CIMEsp). O investimento nos veículos é de R$ 2.400.000,00.

As áreas de alto risco sinalizadas pela Polícia Militar são bairros como os localizados no Complexo da Penha, Gurigica, Jaburu, São Pedro e Morros do Alagoano e do Quadro, em Vitória; Jaburuna, Terra Vermelha, Santa Rita e Primeiro de Maio, em Vila Velha; Nova Rosa da Penha, Padre Gabriel e Castelo Branco, em Cariacica; Feu Rosa, Jardim e Central Carapina, dentre outros, na Serra.

De acordo com o Portal da PM, durante a visita à empresa foram verificados os protocolos de qualidade na prestação do serviço e realizados testes reais com disparos nas áreas envidraçadas e nas áreas opacas de veículos, ratificando a eficácia do produto que a Polícia Militar pretende adquirir.

Como se observa, a prática é diferente do  discurso. Menos mal.

 

Blog do Elimar Côrtes Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger