domingo, 11 de novembro de 2018

Subtenente, expulso da PM pela acusação de ligação com narcotraficantes, é assassinado a tiros em Guarapari

Dez dias depois de ter sido expulso da Polícia Militar, pela acusação de envolvimento com narcotraficantes, o subtenente PM Dulcindo do Carmo Machado foi assassinado com tiros de pistola na cabeça, às 11 horas deste domingo (11/11), na Arena Pedreira, em Guarapari, onde ocorrida uma festa rave.


Dulcindo, segundo a PM, tinha ligação com o chamado Cartel de Guarapari, responsável pela distribuição de drogas para a Grande Vitória e outros municípios do Espírito Santo. O subtenente também respondia a Inquérito Policial Militar (IPM) por suposto envolvimento com um roubo de armas na sede do 6º Batalhão (Serra), em julho de 2015.

De acordo com a PM, quatro homens encapuzados, a bordo de um veículo HB 20, passaram e efetuaram vários disparos contra Dulcindo e outro homem, que estava ao lado do subtenente. O outro homem assassinado não foi identificado até a postagem desta reportagem.

A polícia acredita que Dulcindo tenha sido assassinado como queima de arquivo. Ele foi expulso, no dia 1º deste mês, por conta de envolvimento com dois criminosos e oferecia proteção, munições e armamento aos suspeitos, além de informações privilegiadas da PM, sobre a atuação da polícia em alguns bairros da Serra.

Antes de ser assassinado, Dulcindo postou, em uma rede social, fotos dele ao lado de jovens, numa área interna na Arena Pedreira.
 

Blog do Elimar Côrtes Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger