quarta-feira, 30 de janeiro de 2019

Governador coordenará gerenciamento de projetos estruturantes das áreas sociais, Segurança Pública e de infraestrutura e gestão fiscal no Espírito Santo

Projetos estruturantes do Governo do Espírito Santo, ligados às áreas de Segurança, Saúde, Educação, Infraestrutura e Gestão Fiscal, terão gerenciamento intensivo coordenado diretamente pelo governador Renato Casagrande (PSB).

Na tarde de terça-feira (29/01), essas e outras informações relacionadas ao Planejamento Estratégico da administração estadual foram discutidas na segunda reunião de alinhamento, com participação da vice-governadora Jacqueline Moraes, de secretários de Estado e dirigentes de órgãos da gestão.

O Planejamento Estratégico definirá o conjunto das políticas públicas do Governo para o período 2019-2022, e os processos a serem desenvolvidos para viabilizar as metas previstas no Plano Plurianual (PPA).

Cabe à Secretaria de Economia e Planejamento (SEP) coordenar a elaboração do Planejamento Estratégico, no qual se dá o processo de escolha dos projetos estratégicos a serem realizados por cada secretaria e órgão do governo ao longo dos quatro anos de gestão.

“Com planejamento e governança, ampliamos a capacidade de entregas para a sociedade capixaba”, disse o secretário de Economia e Planejamento, Álvaro Duboc, coordenador do Planejamento Estratégico.

O secretário explicou que, nesta fase inicial, estão sendo fornecidas aos gestores de governo diretrizes, além de informados indicadores e desafios das diversas áreas da administração estadual.

O Governo também realiza o inventário dos projetos e programas já em curso nas secretarias e órgãos, além da análise do programa de governo, para garantir a implantação das novas propostas de ações e projetos a serem desenvolvidos ao longo da gestão.

Joseane Geraldo Zoghbi, que atua na coordenação de todo o processo, explica que a sistemática do trabalho de elaboração do Planejamento Estratégico envolve a definição da carteira de projetos prioritários, a promoção do alinhamento e da integração da equipe de gestão, a aceleração do alcance dos resultados e a definição do modelo de governança do Estado.

Além da carteira de projetos estruturantes com gerenciamento coordenado diretamente pelo governador, haverá outras duas carteiras, explicou o secretário Duboc. Uma delas, com programas e projetos geridos e acompanhados a partir da elaboração do Planejamento Estratégico. A outra terá gerenciamento intensivo por meio do Sistema de Gerenciamento Estratégico de Projetos do Governo do Espírito Santo (Siges).

Para a vice-governadora do Estado, Jacqueline Moraes, o planejamento estratégico é uma ferramenta de grande importância para o sucesso do Governo.

“Com ele conseguimos dialogar e alinhar as ações diretamente com todas as secretarias e órgãos. Na base do nosso governo, as políticas são transversais, e com um alinhamento dentro do planejamento estratégico conseguimos obter resultado nas entregas com muito mais efetividade”, diz ela.

A secretária de Gestão e Recursos Humanos, Lenise Loureiro, destacou que para alcançar resultados que atendam ao desejo e às necessidades da população, é preciso planejamento. “Alinhando recursos humanos, objetivos, juntando esforços, metodologia, atingimos a finalidade, que é o bem-estar da população, a prestação de serviços de qualidade para o Estado do Espírito Santo”, disse a secretária. “Sem planejamento, não conseguimos otimizar forças e alcançar objetivos”, ressaltou Lenise Loureiro.

(Fonte: Portal da Secom/ES)
 

Blog do Elimar Côrtes Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger