domingo, 6 de janeiro de 2019

Novo comandante-geral da PM abre canal de diálogo com a tropa e vai para rua participar de policiamento no Espírito Santo

Um dia depois de assumir o comando-geral da Polícia Militar do Espírito Santo, o coronel Moacir Leonardo Vieira Barreto Mendonça cumpriu dois compromissos importantes: vestiu a farda de combate e foi para Guarapari, participar, ao lado de alunos-sargentos, do policiamento no balneário; e ainda mandou mensagem aos seus mais de 8.200 comandados, afirmando estar disposto a ouvir a demanda da tropa.

A cerimônia de posse do coronel Barreto aconteceu na noite de sexta-feira (04/01), no pátio do Quartel do Comando-Geral, em Maruípe, Vitória, e contou com a presença do governador Renato Casagrande, do novo secretário de Estado da Segurança Pública e Defesa Social, Roberto Sá, diversos secretários de Estado, dezenas oficiais da ativa de da reserva, além de praças, familiares do novo comandante e representantes de diversos poderes. O senador eleito Marcos Do Val e os deputados estaduais eleitos coronel Alexandre Quintino e Capitão Assumção  também prestigiaram a posse do novo comandante-geral da PMES, a quem fizeram questão de abraçar e se colocar à disposição.

Após a posse, o novo comandante-geral da PM falou de suas prioridades. Ressaltou que sua missão é trabalhar visando com um olhar para a tropa e outro para a sociedade:

“Os policiais também sofrem com a violência do dia a dia. Nosso planejamento será baseado na demanda da tropa e da sociedade. Respeito a tropa e abrirei diálogo com todos”, assegurou o coronel Barreto.

“Por isso, peço também à população que valorize nossos policiais. Eles são nossos heróis. Passem pelo policial na rua e dê bom dia a ele. Essa é uma forma de reconhecimento. Meu comando vai valorizar os policiais e queremos ouvir os PMs sobre suas necessidades, demandas. Para isso, vamos abrir um canal de comunicação com todo o afetivo”, acrescentou o comandante.

E o coronel Barreto já começou a cumprir o compromisso. Neste sábado (05/01), ele publicou no Portal da PMES mensagem à tropa.

“Pretendemos visitar, com frequência, nossas unidades operacionais e demais setores da instituição para desenvolvermos, com a contribuição e engajamento de todos, melhorias contínuas em favor da prestação de serviços à população e ao bem-estar do nosso policial militar na difícil tarefa de policiar. Tudo o que de bom já foi realizado positivamente até aqui, será consolidado e aperfeiçoado, e o que falta ser construído e elaborado, trabalharemos para sua implementação”, disse o coronel Barreto em um dos trechos da mensagem.

“Construiremos juntos soluções dialogadas com a nova equipe do Governo voltadas à valorização da nossa combativa tropa, que sempre se destacou por sua altivez, coragem e proatividade. Representamos o povo, somos um dos principais garantidores da democracia, da lei, da ordem e da paz. Somos agentes de Estado na missão de servir ao cidadão capixaba. É a sociedade que nos acolhe, nos conhece, nos apoia, e, principalmente, nos avalia. Portanto, sermos avaliados de forma positiva pela sociedade é pressuposto de reconhecimento e valorização”, completou.

Na mensagem, ele reforça a determinação de ouvir a tropa e “suas relevantes sugestões para serem agregadas ao planejamento que está sendo elaborado pelo Alto Comando da Corporação”. O comandante Barreto, inclusive, publica o link em que os policiais poderão participar das sugestões, algo inédito na Polícia Militar do Espírito Santo.

Leia a íntegra da mensagem do comandante.


A posse

Ritos militares como a revista à tropa, entrega da espada ao novo comandante-geral e desfile militar marcaram a cerimônia de posse do comandante Barreto. O coronel Alexandre Ofranti Ramalho deixou o cargo, que assumiu no dia 23 de abril do ano passado.

Durante a solenidade, o coronel Barreto foi convidado a se posicionar em local de destaque para proceder ao rito da passagem de comando. Neste momento, o coronel Barreto recebeu das mãos do coronel Ramalho a espada simbólica do comando-geral da PMES, tradição que assinala a posição hierárquica no mais alto nível dentre os oficiais da Instituição.

Em outro ponto do evento foram concedidas homenagens às senhoras Vanessa Barreto Calazans e Valéria Fardim Ramalho, respectivas esposas do coronel Barreto e Ramalho.

Convidado a discursar, o secretário da Segurança Pública, Roberto Sá, ressaltou a importância da integração entre as polícias e demais instituições para a construção de uma sociedade menos injusta e mais segura.

“Do soldado mais moderno ao mais antigo, contem comigo para construirmos dias melhores. Nosso objetivo será pautado na valorização, dignidade e respeito com os servidores. E quem protege a sociedade, precisa estar protegido e assistido em suas necessidades”, pontuou Roberto Sá.

Já o governador Renato Casagrande, num gesto de republicano e de elegância, elogiou o ex-comandante, coronel Ramalho, destacando a prestação de um bom trabalho e solicitando uma salva de palmas de todos os presentes para Ramalho.

Casagrande deu boas vindas ao coronel Barreto e falou sobre algumas prioridades de seu governo, dentre elas o apoio à infraestrutura da Polícia Militar e a valorização e motivação do policial.

“Vamos reestruturar a Segurança Pública dentro do modelo do Estado Presente. Assim que tivermos a oportunidade, vamos acabar com o déficit de policiais e relembrar o período fértil em que trabalhamos juntos, de 2011 a 2014. Vamos fechar a ferida de 2017 e seguir em frente protegendo a sociedade capixaba”, declarou.

Ainda em sua fala, Casagrande disse estar feliz e orgulhoso em poder voltar ao QCG da PM, depois de quatros anos. Ele foi governador do Estado entre 2011 e 2014. Casagrande também lamentou o estado de crise com que está encontrando a segurança pública, depois de quatro anos da gestão de Paulo Hartung, seu antecessor.

“Em dezembro de 2014, quando se encerrou meu mandato, deixei a PM com 10 mil policiais; hoje, encontro com 8.200. Deixei a Polícia Civil com efetivo de 3.300 policiais; hoje, encontro com 2.200 policiais”, pontuou disse Casagrande.

A família do novo comandante-geral da PM estava presente na solenidade. Um dos mais entusiasmados era seu pai, o jornalista, escritor, advogado e delegado de Polícia Civil aposentado José Mendonça Barreto.

Posse do coronel Barreto traz de volta o respeito às tradições militares

A posse do coronel Barreto resgata a importância do Comandante-Geral da PMES e vice-versa. Em 6 de fevereiro de 2017, logo nos primeiros dias da crise do aquartelamento dos policiais, o governador em exercício, César Colgnago, exonerou o então comandante, coronel Laércio Oliveira, colocando em seu lugar o coronel Nylton Ribeiro Rodrigues Filho. A posse, dias depois já com a presença do governador Paulo Hartung, foi realizada dentro do gabinete do Comando-Geral, sem pompas militares.

Em 24 de abril de 2018, Nylton Rodrigues nomeado para secretário Estadual da Segurança Pública, deu lugar ao coronel Ramalho. Mais uma transmissão atípica de cargo. O coronel Nylton Rodrigues compareceu ao Quartel do Comando Geral sem a tradicional farda, demonstrando, assim, um desrespeito com as tradições militares e com seus pares. Ele vestiu paletó e gravata para transferir o comando para seu sucessor, Ramalho.

O novo comandante-geral

O coronel Barreto é natural de Vitória, está na PMES há 26 anos, e estava à frente da Diretoria de Finanças da PMES até assumir o comando-geral da PMES. Ele também já comandou o 10º e o 6º Batalhões, em Guarapari e Serra, serviu em várias organizações militares, como a Diretoria de Inteligência da Polícia Militar (DINT), o Núcleo de Inteligência da Secretaria de Estado da Segurança Pública e Defesa Social, o Centro de Operações Policiais Militares no CIODES, o Batalhão de Trânsito, entre outras.

O novo comandante tem vários cursos em seu currículo, dentre eles o Curso de Especialização de Oficiais (CEO) em Inteligência de Segurança Pública pela Polícia Militar do Estado de São Paulo (PMESP), além do Curso de Inteligência do Ministério da Justiça/Secretaria Nacional de Segurança Pública (MJ/SENASP). É formado em Direito pela Universidade Federal do Espírito Santo (UFES) e especialista em Direito Processual Civil e Gestão em Segurança Pública.

 

Blog do Elimar Côrtes Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger