terça-feira, 12 de fevereiro de 2019

“ESTE ATO É MAIS UM PASSO PARA DARMOS INÍCIO À MELHORIA NAS CONDIÇÕES DE TRABALHO DOS NOSSOS POLICIAIS”: Casagrande começa a reconstruir unidade da Polícia Militar destruída no governo Hartung

O ex-governador Paulo Hartung e seus gestores da Segurança Pública (André Garcia e Nylton Rodrigues) passaram quatro anos buscando a destruição das estruturas policiais. Delegacias da Polícia Civil e unidades da Polícia Militar foram fechadas. Algumas, destruídas pela falta de manutenção e zelo. Hartung já havia fechado unidades policiais nos dois primeiros mandados de seu governo, entre 2003 e 2010.

Para recuperar o tempo perdido, o governador Renato Casagrande (PSB) está tendo que, literalmente, arregaçar as mangas. Como fez na manhã desta terça-feira (12/02), sob sol escaldante, quando assinou Ordem de Serviço para autorizar a construção do novo Destacamento da Polícia Militar (DPM) da Vila R0ubim, em Vitória. As obras começam nesta quarta-feira (13/02).

A solenidade da assinatura da Ordem de Serviço aconteceu ao lado do edifício cedido pelo Banestes à Polícia Militar, que será totalmente revitalizado. O evento teve a participação de autoridades e representantes da comunidade, além de Casagrande. Lideranças políticas, comunitárias e empresariais agradeceram o governador Casagrande pela reconstrução do DMP da Vila Rubim.

O imóvel fica na Rua Jair de Andrade, 38, no Mercado da Vila Rubim, ao lado de onde  funcionava precariamente o antigo DPM, que, em 2017, n o governo Hartung, teve de ser abandonado por policiais militares porque ameaçava desabar devido a infiltrações e por conta da invasão de ratos e baratas.

O projeto da nova obra prevê melhorias estruturais, tanto de alvenaria, quanto da parte elétrica do prédio, além de adaptação para pessoas com deficiência física. O valor previsto para a reforma é de R$ 445 mil.

O prefeito de Vitória, Luciano Rezende, discursou e agradeceu ao governador Casagrande por conseguir, em pouco tempo de gestão, agilizar a estruturação do prédio para os policiais militares que atuam na região do Centro.

“Sabemos que o governador tem a política de estruturar as polícias e investir para que esses militares trabalhem de forma mais eficaz, protegendo a população. Por isso, desde a primeira gestão, com a implantação do Estado Presente, conseguimos reduções históricas em taxas de homicídios na Capital”, afirmou.

Luciano Rezende fez ainda outra revelação  impressionante: disse que, durante quatro anos de governo, Paulo Hartung e seus gestores da Segurança Pública – André Garcia e Nylton Rodrigues – não entregaram nenhuma unidade da PM à cidade de Vitória:

“Nosso último DPM entregue pelo governo foi o de Jardim da Penha, entregue pelo então governador Renato Casagrande, em seu primeiro mandado (de 2011 a 2014). E cabe, agora, ao Renato Casagrande nos entregar outro DPM, o da Vila Rubim. Casagrande cuida de Vitória, a capital do Espírito Santo, com o respeito que a cidade merece. Vivemos quatro anos de seca no governo passado, que, graças Deus, está se encerrando”, agradeceu o prefeito.

De acordo com o secretário de Estado da Segurança Pública e Defesa Social, Roberto Sá, além de trazer dignidade aos policiais, o novo DPM vai aproximar ainda mais o patrulhamento da população.

“A gente dá um passo importante para que a Polícia Militar esteja cada vez mais próxima dos senhores, trazendo sensação de segurança e integração com essa comunidade tão importante. Vamos aguardar com ansiedade a inauguração, mas enquanto isso o trabalho não vai parar”, ressaltou.

O governador Renato Casagrande falou sobre a importância da estruturação da Polícia Militar e ressaltou o início do processo de reimplantação do programa Estado Presente.

“Este ato simbólico é mais um passo no sentido de darmos início à melhoria nas condições de trabalho dos nossos policiais militares. Ainda neste mês retornaremos com o Estado Presente, que trabalha em duas frentes: a operacional e o social. Em pouco mais de um mês já demonstramos que a Segurança Pública é uma prioridade e vamos trabalhar de forma integrada com as comunidades, com a prefeitura e com a Polícia Militar”, frisou.

A partir da autorização do governador, a empresa que venceu o processo de licitação poderá iniciar as obras, com prazo de 180 dias para serem finalizadas.

A edificação tem dois andares, com recepção, sala de atendimento à comunidade, sala administrativa, sala de rádio, almoxarifado, cozinha com refeitório, depósito de material de limpeza, banheiros acessíveis feminino e masculino, vestiários feminino e masculino, sala de comando, sala de subcomando e sala dos sargentos.

A solenidade da assinatura da Ordem de Serviço contou com a presença de lideranças comunitárias e políticas, além de comerciantes e pessoas que trabalham no Mercado da Vila Rubim. Estavam lá vereadores de Vitória, secretários municipais e estaduais e os deputados Coronel Quintino, Capitão Assumção, Lorenzo Pazolini e Gandini. 0Todos enalteceram e elogiaram a ação do governo Renato Casagrande e reconstruir o DPM da Vila Rubim, destruído no governo Hartung.

 

Blog do Elimar Côrtes Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger