sexta-feira, 15 de fevereiro de 2019

Governo do Estado e Prefeitura de Vitória debatem ações para a Piedade

A Secretaria de Estado de Direitos Humanos (SEDH) e a Secretaria de Cidadania e Direitos Humanos de Vitória (Semcid) participaram, na quinta-feira (14/02), no Palácio da Fonte Grande, no Centro de Vitória, da primeira reunião do Comitê Intergovernamental e Intersetorial sobre ações no Morro da Piedade. O Comitê será coordenado pela secretária de Estado dos Direitos Humanos, Nara Borgo, e pelo secretário Municipal, Bruno Toledo.

O encontro, do qual participaram Associação de Moradores e líderes comunitários da região, teve o objetivo inicial de ouvir as demandas da população. As demandas irão nortear a construção de um plano com ações sociais imediatas e a médio e longo prazo. Iluminação, limpeza e lazer foram alguns pontos levantados durante a reunião.

“Antes mesmo da criação deste grupo de trabalho, já estávamos em contato e diálogo com a comunidade, o que demonstra a preocupação do Governo do Estado em construir e promover ações sociais para o bairro da Piedade. Era indispensável que a gente sentasse para ouvir vocês, entender a dinâmica da comunidade para conseguirmos elaborar um calendário de ações assertivo”, destacou Nara Borgo.

Já o secretário de Cidadania e Direitos Humanos de Vitória, Bruno Toledo, reforçou a importância da participação dos moradores e lideranças do bairro na construção do plano de ação. “Não há um jeito melhor de começar se não com o diálogo com a comunidade, afinal construiremos um plano de ação em consenso. Enquanto poder público, precisamos do apoio de vocês para melhorar a situação no bairro”, disse.

Na ocasião, Nilma Messias Bernardes, líder comunitária, destacou a importância da construção do plano de ação. “Como membro da liderança comunitária, espero que possamos contar com o Governo do Estado e com a PMV para que as ações não sejam apenas imediatas, mas que tenham uma continuidade para a promoção de cidadania, saúde, entre outros”, enfatizou.

Estiveram presentes também representantes da Defensoria Pública, da Assistência Social do município de Vitória, Secretaria Municipal de Administração de Vitória, da Associação Alef Bet, Câmara de Vereadores, entre outros.

Em 2018, traficantes do Complexo da Penha passaram a ocupar pontos estratégicos no Morro da Piedade e do Morro do Moscoso, que são vizinhos, como forma de expandir seus negócios de venda de drogas e aluguel de armas pesadas.

Desde então, iniciaram uma série de assassinatos na região. Traficantes do Complexo da Penha compraram e alugaram imóveis nos dois morros. Na noite de 15 de janeiro de 2019, os criminosos voltaram a agir, matando três jovens na região. A Polícia Civil investigou a chacina e prendeu suspeitos.

(Com informações também do Portal da Secom/ES)
 

Blog do Elimar Côrtes Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger