segunda-feira, 4 de fevereiro de 2019

Sindipol/ES participa de Congresso Nacional de Policiais Civis

O final do mês de janeiro de 2019 marcou o Congresso Nacional da Confederação Brasileira dos Trabalhadores Policiais Civis (Cobrapol). O presidente do Sindicato dos Policiais Civis do Espírito Santo (Sindipol/ES), Jorge Emílio Leal, e o vice-presidente, Humberto Mileip, participaram do evento e foram os representantes dos capixabas.

Entre os pontos discutidos estavam a Lei Orgânica Nacional da Polícia Civil, a proposta de unificação das policias e a questão do Ciclo Completo. Estiveram presentes organizações sindicais de todo País. Jorge Emílio destacou a importância da união dos policiais brasileiros.

“É um momento em que precisamos estar juntos e caminhar lado a lado para conseguirmos alcançar os nossos objetivos que são melhores condições para toda categoria. O Congresso serviu justamente para deliberarmos ações estratégicas para que isso seja feito e nossos policiais civis tenham seus direitos sempre respeitados”, disse.

Durante o congresso, os dirigentes sindicais também trataram sobre a Reforma da Previdência. Na ocasião, ficou definido por unanimidade não aceitar a presença da categoria na chamada reforma geral sem que haja uma discussão sobre o assunto.

“Assim como os policiais militares, os policiais civis exercem uma atividade que os coloca constantemente em risco quanto à sua saúde e integridade física, por tanto é necessário um tratamento diferenciado a categoria no que se refere a aposentadoria”, destacou Jorge Emílio.

Ainda no último final de semana, também foi realizado em Brasília  o 1º Cobrajur, um congresso jurídico com objetivo de promover um encontro entre diretores jurídicos de sindicatos. O vice-presidente do Sindipol/ES, Humberto Mileip, representou os policiais civis capixabas e definiu a realização do evento como de suma importância para categoria.

“O Cobrajur foi realizado pela primeira vez esse ano e gostamos muito da iniciativa. Durante o encontro foi possível discutir ações judiciais já realizadas em cada estado. Às vezes os policiais de outros estados ganharam ações que não imaginaríamos ser possível e com esse intercâmbio de informações podemos trazer para a nossa realidade e buscar fazer aqui também, sempre com o objetivo de garantir o direito da categoria”, explicou.

Ainda segundo Mileip, o Congresso da Cobrapol serviu para que os pensamentos fossem unificados e as estratégias de luta em prol dos policiais civis fossem traçadas.


 

Blog do Elimar Côrtes Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger