sexta-feira, 29 de março de 2019

JÚRI DE GABRIEL MISTER BEAN E DEIVID DUROU DOIS DIAS: Traficantes são condenados a mais de 50 anos de prisão por assassinato e tortura no Espírito Santo

Em julgamento que durou dois dias, o Tribunal do Júri de Viana condenou o traficante Gabriel Ramos de Oliveira, o Mister Bean, a 56 anos e um mês de prisão. O julgamento foi do processo 0004577-42.2018.8.08.0050, relativo ao assassinato de Warley Ribeiro Costa, morto a tiros  dia 25 de maio de 2015, em Viana/Sede, e de tortura contra quatro pessoas. Parceiro de Mister Bean, o também traficante Deivid Edson Silva dos Santos, o Tiquinho, foi julgado na mesma ação e condenado a  51 anos e 10 meses de reclusão.

O julgamento começou na segunda-feira (25/03), às 8 horas, e foi suspenso por volta das 23h30. No dia seguinte, os trabalhos começaram às 12 horas e terminaram por volta da meia noite. Durante o júri, foram votados 159 quesitos. O Tribunal do Júri foi presidido pelo juiz Carlos Henrique Rios do Amaral Filho.

O Conselho de Sentença acolheu a tese apresentada pelo Ministério Público do Estado do Espírito Santo. No julgamento, o Ministério Público, que já havia denunciado os réus, sustentou que Gabriel Mister Bean e Deivd Tiquinho, além dos menores, sequestraram e torturaram cinco adolescentes e, em seguida, mataram um deles após intensa tortura, por suspeitarem de que eram traficantes rivais.

O homicídio foi cometido por motivo torpe, em razão da desconfiança de que os jovens pretendiam interferir no tráfico de drogas praticado pelos acusados. Consta também na denúncia que os réus estavam associados com a finalidade de cometer crimes (tráfico ilícito de drogas e homicídio), com a participação de adolescentes que integravam o grupo. 

Na mesma sessão, os jurados condenaram Gabriel Haese Dupke e Ronielly Oliveira Gomes por associação criminosa. Pegaram pena de  dois anos, sete meses e 15 dias de reclusão. Outros dois homens julgados na mesma ação penal foram absolvidos.

Mister Bean e Deivid Tiquinho foram julgados e condenados por homicídio (cuja vítima foi Warley Ribeiro Costa); de tortura contra o próprio Warley e outras três vítimas; e pelo  crime de corrupção de menores em face de cinco  adolescentes. Os crimes aconteceram na tarde do dia 18 de maio de 2015, em uma mata existente no bairro Verona, próximo a Viana/Sede.

Gabriel Ramos de Oliveira, o Mister Bean, foi condenado, considerando o concurso material de crimes, a uma pena de 56 anos e um mês de reclusão, assim distribuída: homicídio qualificado (20 anos); tortura (quatro anos e quatro meses por cada uma das quatro vítimas); associação criminosa (3 anos e 9 meses); e corrupção de menores (três anos por cada um dos cinco menores).

Quanto a Deivid Edson Silva dos Santos, ele foi condenado, “considerando o concurso material de crimes” a uma pena de 51 anos e 10 meses de reclusão. A pena ficou assim: homicídio (19 anos e 06 meses); tortura (quatro anos para cada uma das quatro vítimas); associação criminosa (3 anos); e corrupção de menores (dois anos e oito meses para cada um dos cinco menores).

 

Blog do Elimar Côrtes Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger