quarta-feira, 13 de março de 2019

Sindipol, AEPES e Agenpol reagem a convocação de Assembleia Geral do Sindicato dos Delegados que visa pressionar governo por reajuste salarial no Espírito Santo

O Sindicato dos Policiais Civis do Espírito Santo (Sindipol/ES), a Associação dos Escrivães de Polícia do Espírito Santo (AEPES) e a Associação dos Agentes de Polícia Civil (Agenpol) acabam de divulgar Nota de Esclarecimento em que demonstram insatisfação com o delegado Rodolfo Queiroz Laterza, que, na condição de presidente de duas entidades, está convocando “todos os seus associados”  e ainda clama os demais policiais civis para uma Assembleia Geral Extraordinária com o objetivo de pressionar o governador Renato Casagrande a conceder  reajuste salarial num momento de “instabilidade política e econômica” do País.

Na nota, os dirigentes do Sindipol, AEPES e Agenpol ressaltam que atender à convocação de um cargo para falar em nome dos demais é “assinar um cheque em branco para um representante que só visa aos interesses do próprio cargo”.

Ponderam que o melhor para a “verdadeira união em prol da categoria policial civil é o trabalho conjunto de todas as entidades para a definição de uma pauta que tenha a finalidade de valorizar TODOS os cargos da PC/ES e as estratégias para alcançarmos esse objetivo, e aí sim deflagrarmos qualquer movimento forte e legítimo de reivindicação que atenda TODOS os cargos, e não apenas um como ocorreu em alguns episódios passados, para que se evitem as famosas pernadas”.

Embora represente apenas os delegados, na condição de presidente de duas entidades (Sindicato dos Delegados de Polícia do Estado do Espírito Santo e da Associação dos Delegados de Polícia do Espírito Santo) , Rodolfo Laterza está convocando todos os policiais civis a participarem de Assembleia Geral Extraordinária conjunta com a Associação dos Investigadores de Polícia do Espírito Santo (Assinpol) e Sindicato dos Investigadores de Polícia Civil (Sinpol), a ser realizada no dia 22 de março de 2019 (sexta-feira), para uma “MOBILIZAÇÃO GERAL PELA VALORIZAÇÃO SALARIAL DAS CARREIRAS POLICIAIS”.

No edital para a AGE, “as entidades de classe referenciadas clamam aos servidores integrantes da Polícia Civil do Estado do Espírito Santo para que compareçam em massa, para que mostremos coesão na valorização salarial digna de todas as carreiras”.

A reação dos policiais civis à convocação da Assembleia de Laterza:


“Atender à convocação de um cargo para falar em nome dos demais é “assinar um cheque em branco” para um representante que só visa aos interesses do próprio cargo, como ocorreu recentemente com a edição da LC 892/2018 (“reestruturação” da PC/ES), que criou inúmeras chefias, gratificações, cumulações etc para apenas um cargo, em detrimento dos demais.

O melhor para a verdadeira união em prol da categoria policial civil é o trabalho conjunto de todas as entidades para a definição de uma pauta que tenha a finalidade de valorizar TODOS os cargos da PC/ES e as estratégias para alcançarmos esse objetivo, e aí sim deflagrarmos qualquer movimento forte e legítimo de reivindicação que atenda TODOS os cargos, e não apenas um como ocorreu em alguns episódios passados, para que se evite as famosas “pernadas”.

Vale dizer que as entidades subscritoras apoiaram o atual Governador desde a pré-campanha, e há tempos iniciaram um diálogo sobre as demandas da categoria, o que tem se materializado em reuniões e debates sobre as diversas necessidades da PC/ES, em especial a incorporação da escala especial e a recomposição salarial.

Estamos à disposição para trabalhar um futuro melhor para a Polícia Civil!”

 

Blog do Elimar Côrtes Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger